Dica do Nutricionista

7 razões para comer bem sem contar com a perda de peso

Por Redação Doutíssima 21/07/2014

Se atualmente quando se fala em alimentação saudável se pensa logo em combate à obesidade ou ao emagrecimento, você vai conhecer aqui outras sete razões para comer bem que não têm nada a ver com a perda de peso. 

 

comer bem

Foto: Shutterstock

 

 

Quando se fala em alimentação equilibrada, logo se pensa em manter o corpo em forma, perder peso, evitar ou combater a obesidade, etc. Mas não é só por isso que se deve manter uma alimentação saudável. Comer bem traz diversos outros benefícios tanto para o corpo quanto para a mente.

Para que você possa ter mais motivos pata adotar uma alimentação saudável como um estilo de vida, separamos para você sete ótimas razões para comer bem, que não estão ligadas diretamente à perda de peso, mas que com certeza mudarão sua rotina e transformarão sua qualidade de vida.

 

7 razões para comer bem

 

Aumentar sua produtividade no trabalho 

Diversos estudos apontam que a maior produtividade no local de trabalho pode ser observada nas pessoas mais saudáveis. Um deles, realizado em 2012 por pesquisadores da Universidade Brigham Young, que estudaram mais de 19.800 trabalhadores em três grandes empresas, trouxeram resultados impressionantes. Segundo a pesquisa, pessoas que possuem maus hábitos alimentares, fumam e raramente praticam exercícios físicos têm sua produtividade diminuída.

O estudo apontou ainda que, entre as influências positivas mais importantes na produtividade estão a pratica regular de exercício regular (três vezes por semana), que reduz o risco de perda de produtividade em 50%, e o consumo de cinco ou mais frutas e vegetais por dia, que diminui em 39% o risco. A maior influência foi de comer bem, de maneira equilibrada e constante, o que reduz o risco de queda de produtividade em 66% segundo a pesquisa.

Melhorar o seu humor 

Diversos compostos encontrados naturalmente em alimentos têm mostrado ter um efeito positivo sobre o humor das pessoas. Um dos exemplos mais famosos é o chocolate escuro com polifenóis, presente no cacau. Claro, o chocolate pode ser rico em calorias e levar ao ganho de peso se você não ingerir de forma responsável.

A boa notícia é que os polifenóis são encontrados também em uma série de outros alimentos, muitos dos quais estão na seção de frutas e legumes de sua mercearia. Frutas vermelhas como amoras, mirtilos, uvas, cerejas e groselhas são que mais contém polifenóis além da soja e dos chás verde e preto.

Melhorar a saúde do coração 

As doenças cardíacas estão entre as principais causas de morte no país, por isso é importante tomar medidas para proteger o seu músculo mais importante. Antigamente acreditava-se que a carne vermelha era a causa de muitos problemas de coração, mas cientistas estão chegando à conclusão de que não é bem assim.

Um estudo mais recente da Universidade de Harvard afirma que o consumo de carne vermelha processada é que aumenta o risco de se desenvolver doenças cardíacas, além da diabetes tipo 2. Carnes processadas incluem o presunto, bacon, salsichas, salame e outras variedades destes alimentos. Por isso, comer esses alimentos com moderação e acrescentar amêndoas aos seus pratos pode reduzir a probabilidade de que você desenvolva uma doença cardíaca.

Evitar diversas doenças 

As doenças cardíacas não são as únicas associadas ao estilo alimentar. Para as mulheres, principalmente, uma dieta rica em cálcio ajuda a proteger contra a osteoporose, uma doença na qual os ossos se tornam frágeis à medida que envelhecemos. O leite uma das melhores fontes de cálcio, mas para aqueles que são intolerantes à lactose é possível encontrar também em vegetais folhosos verde-escuros, feijão branco e soja. Além disso, proteínas magras foram relacionadas à diminuição dos riscos de acidente vascular cerebral. Já o ômega-3 está ligado com a prevenção da artrite reumatoide.

De acordo com alguns estudos, estima-se que entre 30 e 40 por cento de todos os cânceres podem ser evitados através de um estilo de vida saudável e mudanças na dieta, principalmente o câncer de mama. O consumo de vegetais como o brócolis, couve, repolho e couve-flor ajudam a diminuir o menor risco de câncer de mama.

Mas energia para as atividades diárias e treinos 

Que bons treinos dependem de uma boa alimentação, não há dúvidas. Uma dieta equilibrada, rica em micro e macro elementos é melhor para quem faz exercícios regularmente, especialmente os corredores. Para isso é importante incluir uma grande quantidade de grãos integrais ricos em fibras, para que seu corpo não gaste a energia dos músculos para usar como combustível das atividades.

Quem faz dieta baixa em carboidratos não gosta de ouvir isso, mas a ciência não mente: corredores e ciclistas são devidamente alimentados com carboidratos pode ir mais rápido e por mais tempo. Para obter o máximo de suas calorias, escolha cereais integrais, carboidratos marrons como o arroz, o trigo e o pão integral, que oferecem maior abundância de vitaminas e minerais por porção, além da fibra para retardar a digestão.

Envelhecer melhor 

Todos sabem que a pele exige cuidados para que possa envelhecer com saúde e de maneira mais lenta. Mas ter uma pele saudável não se trata apenas de saber escolher um protetor solar. Os polifenóis, antioxidantes, ômega-3 e ácidos graxos, todos os mencionados acima, também ajudam a proteger a pele contra o envelhecimento prematuro. Eles são encontrados nos peixe, frutas e legumes para proteger seus órgãos internos e o seu órgão externo: sua pele. E não se esqueça do licopeno, encontrado principalmente no tomate, que tem muitos benefícios físicos, incluindo a proteção contra os raios ultravioletas nocivos para a pele.

Prolongar a sua vida 

Além de prevenção de doenças, uma dieta saudável rica em alimentos naturais não processados pode ajudar a prolongar a sua vida. Ervas, dietas ricas em alimentos naturais e a diminuição do consumo de alimentos processados são vistos como essenciais para aumentar a expectativa de vida. Isto vem de uma série de estudos e é independente de qualquer doença possa encurtar a vida, pois um corpo saudável nos dá base para lutar melhor contra ela. Assim, mesmo que você não esteja preocupado com a doença, a obesidade ou envelhecimento, os benefícios de comer bem vão muito além disso e podem te proporcionar uma vida muito melhor.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Vitaminas e suplementos: 10 perigos que podem surpreendê-lo

Você precisa tomar suplementos?

15 vitaminas e minerais vitais para sua saúde

11 vitaminas naturais para os cabelos crescerem saudáveis

Fontes naturais de vitaminas A, C e D!

5 vitaminas para uma pele mais bonita

Vitaminas: afinal, para quê elas servem?


Sites parceiros