[the_ad_group id="16403"]
Relacionamento

Entenda as razões que levam o homem e a mulher a ter vontade de trair

Por Redação Doutíssima 20/08/2014

Recentes pesquisas demonstram que, mesmo em casais ditos estáveis, em ao menos uma ocasião da vida do casal a traição estará presente. Além disso, indicam que, ao contrário do que se pensava, a vontade de trair das mulheres é tão intensa quanto a dos homens. Por isso que, cada vez mais, quando se escuta a palavra “infiel”, não é correto relacioná-la apenas com o sexo masculino, já que atualmente as mulheres não são as mesmas de antes – adquiriram muitos direitos e poder, além de desenvolver desejos, animando-se assim a comportamentos que em outros tempos eram muito censurados e permitidos apenas aos homens.

vontade-de-trair

Conforme pesquisas, vontade de trair tem razões diversas no homem e na mulher. Foto: Shutterstock

Mas será que a vontade de trair é idêntica em homens e mulheres? Perguntando-se de outra forma: será que os motivos para trair – ou ter vontade de – são os mesmos para as pessoas do sexo masculino e do sexo feminino? Acredite, existem notáveis diferenças segundo indicam recentes pesquisas.

A vontade de trair nos homens

No caso dos homens, as pesquisas indicam que a infidelidade está relacionada com a busca da novidade, da transgressão e da alteração da rotina. É curioso, mas às vezes eles têm relações sexuais extraconjugais com mulheres que, eles mesmos reconhecem, são menos atraentes do que as suas mulheres “oficiais” – o que reforça a tese de que o que leva o homem a ter vontade de trair é o diferente e o imprevisível. Além disso, alguma fantasia em especial também pode estar relacionada à infidelidade masculina. Por exemplo, uma mulher com características bem específicas que despertam interesse no homem, algum jogo erótico que a sua parceira não esteja disposta a brincar, ou, acreditem, até mesmo uma relação homossexual. Mas sempre pode acontecer, e isso para os dois sexos, que os homens se sintam atraídos por outras mulheres que os escutam, acompanham e valorizam, virtudes que às vezes não estão presentes em relações muito desgastadas ou em crise.

A vontade de trair nas mulheres

Quando se fala de mulheres, não se pode negar que os fatores relacionados com alguma fantasia erótica ou acabar com a monotonia também se aplicam a elas na vontade de trair. Entretanto, há outras peculiaridades segundo estudiosos da área. É mais habitual que o início da conduta infiel da mulher, ou seja, da sua traição, esteja relacionado com uma insatisfação afetiva no campo da comunicação e do romantismo do relacionamento “oficial” que mantém. E nisso elas se diferem bastante do sexo masculino. Quando elas encontram alguma pessoa que as galanteia, mesmo que seja uma mera brincadeira, ou com a qual consigam manter um diálogo e compartir sentimentos de compreensão, carinho, romantismo e sedução, elas se animam a “pular a cerca” – e, geralmente, é isso que acaba acontecendo. Além do que falamos acima, existem outros fatores que podem criar a vontade de trair – tanto nos homens como nas mulheres. Eles relacionam-se com alguma disfunção ou insatisfação sexual, o aborrecimento e, até mesmo, com a vontade de saciar um sentimento de vingança a partir de uma agressão, uma indiferença ou, até mesmo, uma outra traição de seu parceiro.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]