Clínica Geral

Ortopedia é indicada não apenas para tratar fraturas. Saiba mais!

Por Redação Doutíssima 27/10/2014

Quando se pensa em problemas ósseos, logo se imagina que uma consulta ao traumatologista é necessária. Entretanto, na realidade é a ortopedia a especialidade que deveria vir à mente.

ortopedia

Especialidade médica ajuda a tratar dos problemas nos ossos. Foto: iStock, Getty Images

Ainda que no Brasil essas duas modalidades médicas sejam unificadas, traumatologia e ortopedia são diferentes. Enquanto a primeira dá conta dos traumas do sistema músculo-esquelético, a ortopedia se dedica à prevenção e ao tratamento de disfunções de todo o aparelho locomotor – isto é, de ossos, músculos, ligamentos e articulações.

 

Tratamentos que usam a ortopedia

 

O médico especialista em ortopedia pode, assim como o traumatologista, diagnosticar e tratar fraturas, desde a aplicação de talas e gessos até cirurgias, situações enquadradas como enfermidade na Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde.

 

Mesmo assim, sua atuação é mais ampla, estendendo-se à investigação de cânceres ósseos, luxações genéticas e deformidades.

 

Responsáveis por fortes dores na coluna, as hérnias de disco são outro problema que acomete a saúde capaz de ser resolvido pelo ortopedista, ainda que alguns casos sejam indicados para avaliação de neurocirurgiões.

 

O pé chato, deformação que causa transtornos à saúde e à estética, costuma ser um dos problemas mais levados aos ortopedistas brasileiros. Com orientação e acompanhamento médico adequado, o problema – geralmente detectado na infância – pode ser corrigido.

 

Os incômodos joanetes, saliências que desfiguram os pés, são de igual maneira uma das reclamações mais comuns ouvidas nos consultórios ortopédicos. Problema progressivo, o joanete, entretanto, só pode ser operado se o médico julgar este tipo de intervenção necessária.

 

Tendinites e bursites, assim como demais inflamações do aparelho músculo-esquelético, do mesmo modo figuram como alvos dos ortopedistas, assim como as contraturas musculares.

 

No esporte, a especialização também tem papel importante já que as lesões decorrentes de atividades físicas intensas geralmente envolvem o sistema músculo-esquelético. Por isso, a ortopedia é uma das modalidades médicas mais utilizadas por atletas profissionais.

 

Problemas nos ossos e músculos? Procure a ortopedia

 

O ortopedista, portanto, é o doutor recomendado para qualquer distúrbio ósseo, seja de pescoço e ombo, coluna, cotovelos, cinturas, mãos, dedos e pés, além de inadequações de cunho muscular.

 

Dentre as atribuições do ortopedista, por fim, constam: diagnosticar lesões e patologias, tratar problemas ósseos ou de músculos com medicamentos, exercícios e operações, encaminhar pacientes para fisioterapia e desenvolver planos de prevenção ou impedir a progressão de doenças dos ossos.

 

Já na lista de especializações possíveis dentro da ortopedia tem-se: pediatria, trauma, tratamento de pé, mão, ombro, coluna, quadril e joelho, entre outras possibilidades.

 

Muito se avançou em termos de tecnologia na especialidade nos últimos anos. A possibilidade de substituição de articulações é uma destas evoluções. A artroscopia, procedimento que permite ao ortopedista visualizar as articulações por dentro, é mais um progresso que tem tornado o trabalho dos ortopedistas mais facilitado.

 

Há registros que sugerem que essa especialidade era praticada pelos egípcios há mais de 5 mil anos. O termo “ortopedia”, contudo, só foi utilizado a partir de 1741, pelo médico francês Nicholas Andry.

 

 


Sites parceiros