Medicina Alternativa

Aprenda a fazer remédios caseiros para combater a impotência

Por Redação Doutíssima 12/12/2014

Um dos maiores fantasmas a atormentar homens sexualmente ativos de todas as idades, a impotência masculina pode vitimar qualquer um, ao menos uma vez na vida. As causas são variadas e envolvem uma série de fatores, mas, conforme especialistas, a maioria dos casos estão relacionados a distúrbios orgânicos, enquanto uma menor parte tem um catalisador emocional, como o estresse.

impotencia

Chás e alimentação balanceada ajudam a prevenir a impotência. Foto: iStock, Getty Images

É possível curar a impotência?

 

Felizmente, há cura sim e muitas vezes apenas a fitoterapia ou técnicas caseiras já são suficientes para isso. Assim, separamos algumas receitas alternativas que incluem substâncias naturais, que auxiliam o organismo a normalizar os níveis de testosterona, melhorar a irrigação sanguínea na região pélvica e aumentar a libido – além de prevenir outras moléstias.

 

Elas contribuirão positivamente para você superar o problema da impotência, recuperar a autoestima e voltar a desempenhar suas atividades sexuais com prazer.

 

Remédios caseiros contra a impotência

 

Vinho com funcho

 

Ingredientes

 

– 1 litro de vinho

– 100g de semente de funcho

 

Modo de Preparo

 

Deixar as sementes em conserva no vinho por três semanas, mexendo ou agitando diariamente. Passado esse período, filtrar e transferir para o recipiente definitivo. Tome um copo pequeno após o jantar, diariamente.

 

Chá para saúde da próstata

 

Ingredientes

 

– 5 colheres de sopa de semente de linhaça

– 2 raízes de gengibre ralada

– 1 copo de água

 

Modo de Preparo

 

Ferva tudo junto por 10 minutos. Beba um copo pequeno por dia.

 

Chá misto

 

Ingredientes

 

– 100 gramas de alecrim

– 100 gramas de chapéu-de-couro

– 100 gramas de catuaba

 

Modo de Preparo

 

Junte todas as plantas em um recipiente e misture bem. Para preparar um litro de chá, 20 g da mistura são suficientes. Só utilize a totalidade se pretende fazer 5 l. A proporção entre a água e as plantas deve ser respeitadas, sob pena de alterações indesejadas no organismo em caso de excesso. Ferva primeiro a água e somente depois coloque as ervas; desligue o fogo, abafe e deixe em repouso por 15 minutos.

 

Coe e beba quatro xícaras do chá por dia. Os resultados devem começar a aparecer após uma semana de uso sem interrupção.

 

Chá de marapuama

 

Ingredientes

 

– 2 colheres (das cascas) de marapuama

– 1 litro de água

 

Modo Preparo

 

Junte os ingredientes em uma panela e deixe ferver por 20 minutos. Após desligar o fogo, tampe a panela e deixar amornar, coando a seguir. Para melhores resultados, deve-se tomar o chá diariamente, sempre uma xícara, de três a quatro vezes.

 

Hábitos positivos

 

Visando fortalecer a próstata e todo o sistema urinário-reprodutivo e assim evitar que a impotência se instale, alguns hábitos positivos podem ser mantidos cotidianamente, como a adoção de massagens com bálsamo da vida e óleo de oliva, além da aplicação de argila na região genital.

 

No entanto, tudo começa pela dieta alimentar. Quem está tendo dificuldade de ereção ou disfunções associadas à impotência, deve estabelecer uma alimentação alcalina pela manhã, priorizando o consumo de frutas no lugar de café, leite e derivados.

 

No restante do dia, é importante também evitar as carnes e gorduras de todos os tipos; por outro lado, verduras, legumes e alimentos integrais, como a aveia e a linhaça, são aconselhados em todas as refeições. Para quem dispõe de pressão arterial normal, pode-se prescrever ainda um complemento nutricional com base no cloreto de magnésio.

 

Além das receitas terapêuticas descritas acimas, há outros chás capazes de fortalecer esse setor do organismo e combater a impotência. Indica-se, por exemplo, ingerir o chá de cavalinha por 21 dias consecutivos, em jejum, pela manhã. Trazem benefícios ainda as plantas chapéu-de-couro, buva, carrapicho-rasteiro, tansagem, sálvia, cipó-cabeludo,  ipê-roxo e weindenröschen (Epilobium).

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros