[the_ad_group id="16401"]
Gravidez e Filhos > Saúde

Relação entre toxoplasmose e gravidez é perigosa para mãe e filho

Por Redação Doutíssima 12/12/2014

A combinação toxoplasmose e gravidez pode ser trágica para o bebê que está para nascer. Quando o parasita da doença está presente durante a gestação o desenvolvimento do feto pode ser atingido e a mulher sofrer aborto espontâneo ou ainda o bebê pode morrer no útero.

 

O bebê também nascer com hidrocefalia, problemas de visão, inclusive, beirando a cegueira, ou ainda com problemas em outros órgãos. Muitos dos problemas causados pela toxoplasmose e gravidez não são perceptíveis logo que o bebê nasce.

 

toxoplasmose-e-gravidez

Toxoplasmose pode levar bebê a nascer com doenças ou até morrer. Foto: iStok, Getty Images

 

Quando a toxoplasmose acontece

A maior parte das complicações, geralmente na visão, começa a surgir semanas após o parto e podem causar espanto e medo nos pais que até então tinham o filho sadio. A toxoplasmose é causada por um parasita encontrado em humanos e em várias espécies de animais.

 

O gato, entretanto, é o hospedeiro definitivo do parasita que atinge o sistema linfático dos pacientes, mas que não representa grande perigo em adultos. Exceto em pessoas com o sistema imunológico debilitado.

 

A infecção de humanos pode acontecer através de transfusão de sangue (em casos raros), contato com fezes de gatos e terra contaminada ou ainda ao comer carne crua de cordeiro, porco ou vaca.

 

Algumas pesquisas mostram que um percentual alto de mulheres já está imune à toxoplasmose antes da gestação. Mas um número igual ou maior de mulheres donas de gato no presente ou no passado pode estar contaminadas sem saber e nem sabem do risco da toxoplasmose e gravidez.

Toxoplasmose e gravidez: como identificar

Ao iniciar o pré-natal os médicos pedem uma série de exames, inclusive, para a toxoplasmose. Podem aparecer três tipos de resultados. Um deles é que você não tem a presença do anticorpo, ou seja, nunca teve contato com a doença.

 

Outro é a presença de anticorpos, mas ausência da doença – ou seja, em algum momento da vida você já teve contato com o parasita. E o último, é uma taxa elevada de anticorpos que irá exigir tratamento ao longo da gestação. Ainda é possível fazer um exame no próprio bebê logo ao nascer para ter a certeza de que ele não foi afetado.

 

Toxoplasmose e gravidez não podem seguir juntas, por isso, o tratamento deve ser iniciado assim que for diagnosticado. Ao longo de vários meses a mulher precisará tomar antibióticos, o que reduz significativamente o risco de sequelas do feto. Se feito de forma adequada, o tratamento garante cura na maioria das vezes.

 

Como evitar a combinação toxoplasmose e gravidez

Como você já viu toxoplasmose e gravidez é uma combinação arriscada, que pode trazer sequelas para o bebê e traumas emocionais para a mãe. Por isso fique tome algumas atitudes preventivas e você terá uma gestação sadia e um bebê perfeito.

– Não coma carnes mal cozidas ou assadas

– Lave bem as mãos após manusear carne crua

– Não como verduras e legumes crus

– Ao mexer no jardim, sempre use luvas

– Evite ter contato com fezes de gatos

– Se você é dona de um gato, lave as mãos toda a vez que fizer carinho nele

Fique atenta aos sintomas

– Gânglios inchados no pescoço

– Dor de cabeça

Dor muscular

– Cansaço

– Sensação de gripe

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]