[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Será apenas sono? Conheça as causas do bocejo em excesso

Por Redação Doutíssima 16/12/2014

É quase impossível conter um bocejo quando vemos alguém bocejar. Como se fosse contagioso, esse ato é comum no nosso dia a dia. Por sono, preguiça, cansaço e “influência” de quem nos rodeia. Geralmente, associamos o bocejo a isso. No entanto, existem outros problemas, inclusive cardíacos, que podem estar relacionados ao bocejo em excesso.

 

Apesar de fazer parte da nossa natureza (e dos processos naturais do corpo de praticamente todos os animais vertebrados), quando praticado demais, o bocejo requer atenção. Ele pode não ser apenas o sinal de uma noite sem sono.

 

bocejo em excesso

Esteja alerta ao que pode ser mais que noites mal dormidas. Foto: iStock, Getty Images

 

Infecções urinárias podem causar bocejo em excesso

 

É comum infecções não se manifestarem de maneiras óbvias no corpo. A fadiga sempre causa preocupação por ser um sintoma que acompanha alguns problemas de saúde mais graves. Nesse caso, prestar atenção a esse sinal é importante, porque a infecção urinária às vezes costuma aparecer sem apresentar dor, coceira ou inchaço.

 

O bocejo em excesso pode então estar relacionado ao desgaste físico e ser um reflexo do problema. Um exame de urina é necessário nesse caso, e a infecção pode ser tratada com antibióticos.

 

A água é um dos componentes mais importantes para manter nosso organismo em funcionamento. Quando está “em baixa”, acontece o processo de desidratação. Mesmo em atividades que não requerem atividade física, quando se fica mais sentado, o corpo exige água para manter a energia.

 

A sede faz os bocejos aumentarem bastante, por isso esteja sempre ingerindo água. O ideal é o consumo de dois litros por dia, então tenha uma garrafa sempre ao alcance da mão.

 

A glândula tireoide, que fica logo abaixo do pescoço, pode ser uma grande causadora do bocejo em excesso. Responsável pela transformação das substâncias que ingerimos em energia, a tireoide é o que controla nosso metabolismo.

 

Se ela estiver com algum problema, é comum que as pessoas com hipotireoidismo engordem e sintam-se mais lentas. Para os hormônios da glândula que estiverem baixos, existe tratamento. É possível estabelecer um diagnóstico através de um teste sanguíneo.

 

Bocejos em excesso podem ser problemas cardíacos

 

Se estiver difícil praticar algum exercício físico, caminhar distâncias mais longas que o habitual, realizar caminhadas ou corridas, mas também limpar a casa ou o carro, pode ser que um problema cardíaco esteja dando seus primeiros sinais.

 

O bocejo em excesso, nesse caso, é um sintoma de que o organismo está cansado. É necessário então recorrer a um médico para verificar a saúde do coração.

 

A intolerância a alguma comida que você está ingerindo pode se manifestar através de bocejo em excesso. Se depois do café da manhã, do almoço, ou qualquer outra refeição, você sentir um cansaço incomum, bocejando excessivamente, pode ser sinal de que algo não está funcionando bem.

 

Nem sempre as alergias a alimento aparecem com inchaços, coceiras e vermelhidão. Por isso, quando sentir que a fadiga pode ser por causa da comida, vá alternando a dieta, retirando uma ou outra coisa por vez.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]