[the_ad_group id="16401"]
Exercícios

Lumo lift: como funciona o aplicativo que regula a postura

Por Redação Doutíssima 18/12/2014

Quando o jovem australiano Andrew Chang, de 30 anos, descobriu que seus problemas de coluna eram devido à má postura, ele resolveu agir. Teve aula de comportamento para sentar, dormir e até ficar de pé corretamente. E mais, para ajudar outras pessoa a corrigirem a postura diante do computador, criou o Lumo Lift.

 

Lumo lift é discreto

 

O nome pode até soar engraçado, mas esse pequeno dispositivo é bem útil, principalmente para aqueles que sentam como se estivessem deitados. O Lumo Lift é discreto e pode ser usado no ambiente de trabalho tranquilamente, pois mais parece um acessório.

 

lumo lift

Dispositivo custa mais de 200 reais e pode ser comprado via Internet. Foto: iStock, Getty Images

Parecido com um broche – ele pode ser acoplado ao sutiã ou ao colarinho da camisa – o dispositivo é capaz de identificar a postura da pessoa e alertá-la quando a posição não é a adequada.

 

Para isso, o Lumo Lift dispara um sinal sonoro e emite pequenas vibrações que fazem com que a pessoa corrija a postura. O dispositivo também envia informações em tempo real para o smartphone, e um aplicativo analisa os dados e cria relatórios sobre a postura da pessoa.

 

O app também envia informações sobre o melhor apoio para o tórax, parte superior das costas e ombros.

 

Assim como pulseira de monitoramento de exercícios físicos da Nike, o Lumo Lift também consegue fazer o rastreamento da atividade diária da pessoa, calcular o número de passos dados e calcula as calorias perdidas. Isso é possível, devido a um sensor de movimento que faz parte do dispositivo.

 

Estudos dão conta de que o dispositivo tem funcionado. De acordo com testes e levantamentos recentes, os usuários mudam a postura em poucas semanas. Disponível para iOS e Android, o dispositivo ainda é caro. Custa US$ 99, ou cerca de R$ 240 e pode ser comprado no site da Lumo Bobytech.

Lumo Lift pode prevenir problemas de coluna

 

Os problemas na coluna estão cada vez mais comuns e podem chegar a atingir 80% da população mundial, segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS). Só no Brasil, cerca de 170 mil pessoas precisam se afastar do trabalho todos os anos devido a dores constantes nas costas.

 

Se não forem tratados, os desvios na coluna vertebral podem evoluir a quadros crônicos e reduzir drasticamente a qualidade de vida da pessoa. Confira, a seguir, os principais problemas de coluna que atingem a população mundial e que podem ser prevenidos a partir dos alertas do dispositivo.

 

1. Hipercifose

 

O desvio na coluna é percebido quando a pessoa fica de lado, as costas ficam arqueadas e os ombros projetados para frente.

 

2. Hiperlordose

 

Desvio característico da região da bacia; há uma curvatura acentuada no local.

 

3. Hérnia de disco

 

A cartilagem que está dentro dos discos da coluna salta, provocando dor intensa e até paralisação dos movimentos.

 

4. Artrose

 

É mais conhecida como bico de papagaio pelo calombo que pode surgir após o atrito entre as vértebras e a calcificação que ele provoca.

 

5. Escoliose

 

O desvio pode acontecer tanto para o lado esquerdo quanto para o direito. O problema surge devido à má postura constante.

 

 

 Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]