[the_ad_group id="16401"]
Uncategorized

Veja como fazer pintura em fralda em 4 passos

Por Redação Doutíssima 24/12/2014

A mulher que curte artesanato geralmente gosta de imprimir detalhes feitos à mão nos mais diversos ambientes e objetos. Quando se torna mãe, segue a decorar com um toque personalizado também os itens que compõe o universo do bebê: o móbile, a toalhinha, o protetor de berço… A pintura em fralda é mais uma das possibilidades.

 

Pintura em fralda não oferece risco ao bebê

 

Com criatividade e paciência – dons que parecem inerentes a todas as mamães artesãs – as sempre tão monótonas fraldas de pano ganham contornos mais divertidos, o que certamente combina com a alegria de se ter uma criança pequena em casa.

pintura em fralda

Pintar a fralda do bebê pode ser um passatempo recheado de afeto. Foto: iStock, Getty Images

 

A pintura em fralda não oferece riscos para o bebê à medida que a tinta aplicada é atóxica e especial para tecido. Importante mencionar de qualquer forma que a pintura em fralda deve ser cogitada para panos que não têm a finalidade de servir como cueiro, assim evitam-se eventuais assaduras.

 

Para as artesãs já acostumadas com as tintas, a pintura em fralda deve ser considerada uma técnica bastante simples. Para as iniciantes, esta percepção deve ser compartilhada, afinal, a pintura em fralda é realmente livre de complexidades. Veja passo a passo como colocar um pouco de arte nas fraldas de seu bebê:

 

1.O tecido

 

Escolha um tecido de qualidade, ou seja, não muito fino, pois materiais com pouca espessura acabam dificultando o espalhamento da tinta. Opte por tramas em algodão ou com mesclas de poliéster. Antes de destinar a fralda à pintura, lave-a para eliminar possíveis gomas e, depois de seca, passe-a.

 

2. Utensílios

 

Separe os aparatos. Você vai precisar de dois potinhos com água: um para lavar o pincel ao trocar a cor da tinta que está sendo utilizada, outro para umedecê-lo apenas. Tenha também por perto retalhos de tecido ou papel toalha para secar os pinceis.

 

Os pinceis, a propósito, são ferramentas essenciais para o bom acabamento da pintura em fralda. Os modelos mais utilizados são: pincel chato, indicado para áreas maiores, onde há necessidade de uso de maior quantidade de tinta; chato de cerdas duras e curtas, recomendado para dar a base branca do cenário.

 

Há, ainda o pincel chanfrado para áreas menores e para os ‘cantos’ do desenho, também melhores para conseguir o efeito de ‘sombra’ na figura.

 

O pincel redondo é , aconselhado para criar ‘texturas’, proporcionando suavidade a nuvens e pelos, por exemplo; pincel língua de gato, empregado para traços retos ou contínuos; e pincel filete, para contornos mais finos e delicados.

 

3. Fixação

 

Fixe o tecido. Invista na compra de uma placa de isopor de no mínimo 2,5 centímetros de espessura. Prenda o tecido com alfinetes. Certifique-se de que a fralda esteja bem esticada, do contrário a imagem pode ficar destorcida.

 

4. Desenhe

 

Faça o desenho. Se a artesã tem dotes para desenho, os riscos podem ser feitos com um giz de alfaiate. Se não é uma desenhista nata, pode imprimir a gravura e, com a ajuda de um papel carbono, transferi-la para a fralda.

 

Comece pelo fundo da pintura. O ideal é aplicar uma camada de tinta branca misturada com clareador, que garante à pintura um efeito mais leve e elástico. Depois, com a base já seca, inicie a pintura das áreas maiores, deixando as menores e os detalhes por último. Quando finalizado e seco, lembre-se de lavar novamente o tecido para eliminar excessos.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]