[the_ad_group id="16403"]
Amor e Sexo

Veja como combater a insegurança no amor

Por Redação Doutíssima 27/12/2014

A insegurança no amor é sempre justificada como um grande medo de perder a pessoa amada. Mas ao mesmo tempo em que você tem essa desculpa para justificar este sentimento tão arrebatador, é justamente ele, muitas vezes, abrevia o seu relacionamento.

Passar horas e horas discutindo sobre os fantasmas que assolam o namoro só vai fazer o seu parceiro se entediar da sua companhia. Para muitas pessoas, o sentimento acaba sendo tão devastador que acaba se tornando uma histeria sem controle. E ninguém quer ter um relacionamento com uma pessoa descontrolada.

inseguranca-no-amor

Quanto maior a insegurança, mais chances de perder a pessoa amada. Foto: iStock, Getty Images

Os prejuízos da insegurança no amor

Se você se identificou com o cenário descrito acima, então é hora de arregaçar as mangas, levantar a cabeça e combater a insegurança no amor para salvar seu relacionamento e tornar os seus sentimentos mais sadios. Não vamos aqui discutir as quantas vezes que você sofreu desilusões ou o porquê de ser tão insegura. Pelo contrário – o momento é cortar o mal pela raiz, não importa de onde tenha vindo.

Comece pela autossugestão, poderoso exercício que pode mudar suas atitudes e salvar seu relacionamento. Gravar sua voz dizendo que você é segura no amor, escrever repetidamente esta frase ou gravar um vídeo sugerindo a si mesma como uma pessoa segura são boas táticas e podem ajudá-la a modificar seu comportamento e evitar que seu relacionamento vá por água abaixo.

A dica aqui é para que faça isso por 15 minutos diários, à noite, antes de dormir. Se puder, durma com fone de ouvido ouvindo a própria voz sugerir que você é segura no amor.

Autoestima em baixa gera insegurança no amor

Mude os pensamentos que você tem a seu respeito lá no seu íntimo. A insegurança no amor também pode ser fruto de uma autoimagem dilacerada. Pessoas que não se sentem merecedoras do amor, que se acham feias ou não se sentem atraentes também vão ter dificuldades em se sentir seguras na relação.

É esse seu problema? Então mãos à obra. Exercício diários fazem o cérebro liberar endorfina –  substância que reduz o estresse e a ansiedade, e que até é recomendado no tratamento de depressões leves. Além de tudo isso, os exercícios vão fazer você se sentir mais atraente. Uma dica: faça ao ar livre, em contato com a natureza.

Ainda assim está difícil de eliminar a insegurança no amor? Então mereça ser amada. Se aceite. Se conheça, sinta-se merecedora deste amor e não carregue como um fardo, situações vividas no passado e que podem gerar medos na relação.

Lembre-se, nenhuma pessoa é igual à outra e relações do passado não devem servir eternamente de comparativos tristes e desgastantes. O sofrimento que é fruto do estrago feito por uma relação do passado deve ficar lá, e não ficar como um fantasma atormentando futuras relações e causando a insegurança no amor.

Especialistas da psicologia sugerem que estes estragos do passado podem ser, não necessariamente, só de uma relação de casal, mas sim mais profundos, enraizados desde as relações da infância, entre pais e filhos.

Enfim, comece por mudar seus pensamentos e se determinar a mudar de postura. Se não conseguir sozinha, procure auxílio especializado. Mas lembre-se: está com medo de perder o companheiro? Combater essa insegurança é o melhor caminho para evitar esta tragédia. Fuja dela.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]