[the_ad_group id="16403"]
Amor e Sexo

Veja algumas dicas de etiqueta para não pagar mico em uma casa de swing

Por Redação Doutíssima 01/01/2015

As casas de swing, ou baladas liberais, ganham novos adeptos a cada dia e vão caindo no gosto e entendimento popular. Esse ambiente, que exala sexo, nada mais é do que uma boate onde é permitido transar em determinados locais, seja com o parceiro que você foi, alguém novo ou uma junção de mais pessoas. Antes de se aventurar, aprenda algumas dicas de etiqueta para não pagar mico nesses locais.

dicas-de-etiqueta

Casas de swing têm uma série de regras, que devem ser respeitadas. Foto: iStock, Getty Images

Dicas de etiqueta para casas de swing

 

1. Informe-se

Buscar informações sobre o estabelecimento que você pretende visitar é uma das mais importantes dicas de etiqueta, que podem servir até para você não ser barrado logo na entrada. Isso porque muitas das casas de swing são muito específicas quanto aos seus frequentadores. Na grande maioria dessa baladas, liberais homens solteiros não são permitidos, apenas casais heterossexuais e mulheres solteiras, tanto heterossexuais, bissexuais ou gays.

As mulheres que forem acompanhadas de suas parceiras entrarão sem problemas. Os homens frequentadores são heterossexuais em sua totalidade e os casais são testados para provarem que verdadeiramente se relacionam.

2. Converse

Se você e seu namorado decidiram ir a uma casa de swing é porque já são liberais em alguns quesitos, mas devem deixar tudo bem claro antes para não passarem vergonha. Conversem sobre seus desejos sexuais e sobre quais são os seus limites. Vale até combinarem algum gesto para sinalizarem para o outro que querem sair de uma situação, por exemplo. O importante é que nenhum dos dois faça algo por obrigação.

3. Respeite

Uma das regras da casa de swing que entra nas dicas de etiqueta é o respeito quanto a vontade do outro. Se você e sua namorada chegarem em uma mulher que recusar o convite, tentem uma próxima. Pessoas insistentes podem até serem expulsas em algumas boates.

O mesmo princípio vale para os homens que não estiverem confortáveis com alguma situação. Nesse recinto, há salas escuras nas quais fica difícil saber quem está passando a mão em quem. Apenas pare se alguém recusar alguma prática.

4. Liberdade

Não perca a oportunidade de aproveitar ao máximo essa experiência cheia de prazeres. Uma das dicas de etiqueta para não fazer feio é não ter uma crise de ciúmes quando seu namorado ou namorada estiver transando com outra pessoa, por exemplo, já que você permitiu previamente. Participem e obtenham prazer juntos, já que essa era a proposta desde o início.

5. Seja apropriado

Além das salas escuras, há quartos individuais e coletivos, para que todos possam ter a experiência sexual que desejam. Se ficou com vontade de se juntar ao sexo de algum casal ou grupo, não chegue se masturbando sem ser convidado. Aja apropriadamente, e apenas comece um estímulo em você ou nas outras pessoas se eles demonstrarem que apreciam a sua presença.

6. Sigilo

Umas das maiores regras que envolvem as casas de swing, e que não pode faltar nas dicas de etiqueta para que você se torne um frequentador querido por todos, é o sigilo. Nada de sair contando fora da boate todos os conhecidos que você encontrou por lá. Em geral os adeptos buscam discrição. Desligar o celular é uma boa pedida para quem busca mais intimidade no recinto.

 

 

 


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]