[the_ad_group id="16403"]
Receitas

Saiba como fazer arroz saudável

Por Redação Doutíssima 13/01/2015

Um dos cereais mais consumidos pela população mundial, o arroz também é produto bastante apreciado entre os brasileiros. Fonte de carboidratos, componente que no metabolismo é transformado em energia, rico em proteínas, vitaminas e minerais. Ainda que seja tão popular, algumas pessoas ainda têm dúvidas sobre como fazer arroz.

 

como fazer arroz

Incluir vegetais é mais adequado para garantir uma refeição saudável. 

 

Para que o grão seja um recurso benéfico ao organismo, no entanto, deve ser preparado com algum cuidado. E, mais, muitos podem garantir saber como fazer arroz, contudo, nem todo mundo sabe como fazer arroz saudável.

Usar integral é uma dica como fazer arroz

 

A primeira dica de como fazer arroz bom à saúde é optar por versão integral do item. Abundante em fibras, os produtos menos processados colaboram à boa funcionalidade do intestino, além de ampliar a sensação de saciedade, o que pode ser positivo para pessoas em dieta alimentar.

Dentre as orientações de como fazer arroz destacadas por nutricionistas, têm-se como recomendação básica a redução das quantidades de óleo utilizadas no preparo.

A indicação é uma colher de sopa de azeite para uma xícara de arroz. Manteiga deve ser terminantemente evitada, pois é farta em gorduras nocivas, além de incrementar a concentração calórica do alimento.

A diminuição da quantia de sal é mais uma sugestão de como fazer arroz, considerando que o sódio contido no produto pode levar à pressão alta e a disfunções cardíacas. Outro recurso amplamente empregado no Brasil são os temperos industrializados para condimentar o arroz, grandes risco por abrigar elevadas taxas de sódio e aditivos químicos.

A adição de embutidos às porções é mais um hábito frequente e que precisa ser eliminado visto que este tipo de item industrializado não acrescenta à dieta e ainda pode acarretar em riscos por conta mais uma vez do sódio em suas composições.

Um arroz balanceado pode inclusive ser incrementado. O milho é uma alternativa por também dispor de quantia significativa de fibra. A ervilha, por sua vez, é outra opção visto que complementa os aminoácidos do ingrediente principal.

Como fazer arroz com vegetais frescos

 

Ambos só têm suas propriedades absorvidas quando adotados in natura, portanto, esqueça os enlatados e invista em visitas periódicas à feira. Vegetais frescos também dão um toque ao arroz, além de deixá-lo mais diversificado do ponto de vista nutricional.

A cenoura, por exemplo, reúne importantes montantes de betacaroteno, substância com efeitos antioxidante e fonte de vitamina A, essencial para a saúde dos olhos. O brócolis igualmente figura entre as misturas mais recomendadas para o arroz. Vegetal de baixa caloria, é provido de ferro, cálcio e magnésio numa relação de diversos outros nutrientes.

Por fim, um arroz gostoso e funcional pode contar ainda oleaginosas, isto é, castanhas, amêndoas e nozes. Não apenas saborosas e ideais para deixar o prato mais atrativo, elas dispõem de gorduras boas para o organismo, ou seja, podem até ajudar na redução dos níveis de colesterol ruim.

É importante, entretanto, que sejam consumidas com moderação já que em excesso podem interferir na manutenção do peso corporal. Para os amantes do arroz, o conselho dos especialistas pode até ser encarado positivamente: misture-o ao feijão.

O prato típico dos brasileiros é descrito como uma refeição perfeita à medida em que os grãos se complementam e fornecem as quantidades diárias necessárias de proteínas e carboidratos quando combinados.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]