A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, que dura, no máximo 10 dias e pode ser muito grave, em alguns casos. Não há formas de contágio diretamente entre humanos, e tampouco um tratamento da febre amarela 100% eficiente. Recomenda-se sempre consultar um médico, mas, paralelamente aos medicamentos receitados, podem ser usados remédios caseiros e naturais.

 

tratamento da febre amarela
Remédios caseiros mantêm o mosquito transmissor longe. Foto: iStock, Getty Images

 

Saiba mais sobre a febre amarela

 

Assim como a dengue, a febre amarela é transmitida por mosquitos silvestres, que, depois de picarem uma pessoa infectada, picam outra e assim a doença é transmitida. Dependendo da gravidade, os sintomas podem incluir febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina).

Antes de pensar no tratamento da febre amarela, é preciso diagnosticar a doença. É difícil reconhecê-la de forma precisa e precoce no seu início, pois os sintomas são variados e iniciam de forma semelhante a uma gripe. O tratamento da febre amarela inclui analgésicos e antitérmicos, mas eles não devem conter ácido acetilsalicílico, caso contrário a doença será agravada. Algumas alternativas caseiras podem auxiliar no tratamento.

 

Tratamento da febre amarela

 

O chá de jurubeba é um excelente remédio natural para combater a febre amarela. As propriedades medicinais dessa planta são protetoras do fígado, digestivas, purificam o sangue, diminuem a febre e desobstruem o fígado e o baço.

Por isso, a jurubeba é uma ótima aliada para combater os sintomas da doença. Misture uma colher de folhas de jurubeba em meio litro de água fervendo. Deixe amornar e beba três xícaras ao dia, sem açúcar.

O chá de jurubeba não deve ser administrado por períodos prolongados, pois pode causar intoxicação por alcaloides e esteroides. Os sintomas da intoxicação são diarreia, duodenite erosiva, elevação das enzimas hepáticas, gastrite, náuseas, sintomas neurológicos e vômitos. Se sentir algum destes sintomas, pare ao tratamento.

E lembre-se, já que não há um tratamento da febre amarela que seja completamente eficaz, o melhor ainda é a prevenção. Aplicar medidas para redução da exposição ao mosquito é uma delas e, para isso, trazemos também duas receitas caseiras de repelente, feitos à base de cravo-da-índia e citronela. Se você caprichar nos cuidados, nem vai precisar se preocupar com o tratamento da febre amarela, pois manterá o mosquito longe.

Deixe um pacote de 10 g de cravo-da-índia, curtindo em 100 ml de álcool por cerca de quatro dias, agitando, de vez em quando, a mistura. Depois, acrescente um vidro de 100 ml de óleo de amêndoas. A solução pode ser usada em todo corpo.

Outro repelente caseiro extremamente eficaz é a tintura de citronela. Junte, em um recipiente de cor escura, 200 g de citronela seca e triturada e um litro de álcool 70%. Tape o recipiente e cubra com um papel também escuro.

Deixe em maceração, entre oito e 21 dias, em local seco e escuro. Agite a mistura duas vezes ao dia. Depois, coe com um pano e complete o volume para um litro, passando mais álcool sobre o resíduo da planta que ficar no pano. Guarde em frasco escuro.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


DEIXE UMA RESPOSTA