[the_ad_group id="16401"]
Medicina Alternativa

Antraz: aprenda a preparar remédios caseiros

Por Redação Doutíssima 16/01/2015

O antraz é uma doença infecciosa comum em locais rurais e regiões agrícolas. Ela é provocada por uma bactéria, a Bacillus antracis, que causa uma infecção após a exposição e contato humano com carnes ou peles de animais contaminados. Grande parte das pessoas que apresentaram a doença trabalhava em setores agrícolas ou pecuários.

 

antraz

Sintomas do antraz são parecidos com as manifestações da gripe. Foto: iStock, Getty Images

 

O nome vem da palavra “anthrax”, que em grego quer dizer “carvão”. Essa nomenclatura faz referência à mancha negra que aparece na pele e caracteriza a doença. Em geral, ela não se espalha entre as pessoas, não configurando uma situação de contágio. A contaminação acontece por exposição aos bacilos da bactéria, que entram no corpo pelos intestinos, os pulmões e a pele.

 

Sintomas do antraz


Entre os sintomas do antraz, estão manifestações bastante parecidas com as da gripe, seguidas por problemas graves de respiração, que podem ser fatais. Por inalação, a infecção é bastante perigosa, sendo responsável pela maior parte das mortes ocasionadas pela doença. Ela causa febre alta, dificuldade de respiração e pneumonia.

 

Quando aparece através de uma infecção gastrointestinal, a doença provoca febre, diarreia, vômitos com sangue e também pode levar à morte. Na manifestação na pele, que compreende a maior parte dos casos, ela aparece como uma infecção purulenta, parecida com o furúnculo, e forma uma mancha negra que coça, mas não costuma provocar dor.

 

Medicamentos caseiros para tratar o antraz

 

Um dos remédios para se utilizar em casa que mais auxiliam no tratamento do antraz é feito com base na arnica, uma planta medicinal que tem ação anti-inflamatória, antimicrobiana, cicatrizante e antifúngica.

 

Para preparar o medicamento, faça uma infusão com a arnica. Coloque algumas folhas da planta em um recipiente e despeje água fervendo. Deixe assim por algum tempo até resfriar. Depois, lave a região afetada pela bactéria com o chá das folhas por, pelo menos, 4 vezes ao dia. Você também pode aplicar o chá sobre um pano e fazer compressas no local da lesão. Siga o tratamento até a cura.

 

Como as feridas provocadas pela bactéria que causa o antraz aparecem na região das nádegas, dos ombros, das costas e da nuca, elas podem provocar um mal-estar generalizado e falta de apetite devido a um germe que surge em decorrência do problema. Por isso, depois de lavar as áreas infectadas com o chá, é aconselhável desinfetar as roupas, os lençóis, as toalhas e demais materiais pessoais de quem estiver infectado, evitando o uso das mesmas peças. Lave tudo com água fervendo e sabão neutro antes de utilizar novamente.

 

Cuidados durante o tratamento

 

Enquanto estiver tratando o antraz, você pode utilizar diversos alimentos para agilizar o processo de cura, como a abóbora (que você esfregará na lesão suavemente a cada 3 horas), o suco de cebola crua e ralada colocado nas feridas ou a aplicação de inhame cru sobre o machucado.

 

A bardana é outra planta que pode ser usada no tratamento. Utilize toda a erva (cerca de 20g) em um litro de água para fazer o chá, que você beberá 3 vezes ao dia. O azeite de oliva aquecido, aplicado em um algodão sobre o machucado, também pode ajudar.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]