[the_ad_group id="16401"]
Sexualidade

Baixa libido tem solução! Saiba como recuperar o desejo sexual

Por Redação Doutíssima 30/01/2015

Mais de 40% das mulheres sofrem com alguma disfunção sexual. Uma das mais frequentes entre elas é a baixa libido. Caracterizada pela falta de desejo sexual, a baixa de libido pode estar associada à alguma causa orgânica, como desequilíbrio hormonal, infecção na região pélvica ou doença sexualmente transmissível.

 

baixa libido

A falta de desejo sexual resulta em problemas emocionais sérios para a mulher. Foto: iSock, Getty Images

 

Mas a baixa libido também está relacionada a problemas psicossociais, como ansiedade ou visão negativa do sexo. Este é um problema sério, que não pode ser ignorado pelas mulheres, nem pelos seus parceiros. Não é apenas a qualidade do relacionamento que está em jogo, mas, também, a saúde física e mental da mulher.

Baixa libido: sofrimento para a mulher

 

A palavra libido tem origem no latim e significa “vontade”. Quando há baixa, significa que o organismo, por algum motivo que precisa ser investigado, não tem vontade de sexo. Para a maioria das mulheres essa falta de desejo causa imenso sofrimento emocional e pode levar a depressão.

A baixa libido (também conhecida por Desejo Sexual Hipoativo) provoca tamanha confusão na cabeça da mulher, que ela pode passar a odiar o sexo. Por isso, a necessidade de um tratamento adequado.

O primeiro passo é conversar com seu ginecologista. Ele é capaz de eliminar as causas orgânicas e, quando necessário, lhe encaminhar para um psicólogo ou um terapeuta sexual.

Causas mais comuns para a baixa libido

 

As causas psicossociais para essa patologia são inúmeras, mas se destacam a rotina árdua com os filhos, emprego, compromissos domésticos, dívidas, incompatibilidade com o parceiro, insegurança diante do próprio corpo, vergonha e ainda fatores religiosos, que classificam o sexo como imoral.

Mulheres com bebê pequeno também enfrentam o problema, mas isso tende a passar assim que ela deixar de amamentar.

Veja como acabar com o problema

 

Se você sofre com esse problema, saiba que existe diversas técnicas que podem te auxiliar a ter uma vida sexual saudável e ativa. Mesmo quem já tenha iniciado um tratamento, pode conhecer e avaliar qual se adapta melhor ao dia a dia.

Invista na Yoga

Assim como o Kama Sutra, o livro do sexo, a Yoga também é uma técnica milenar e com origem na Índia. Há quem diga que, três meses praticando Yoga são suficientes para a mulher recuperar o desejo sexual, voltar a ficar excitada e ter orgasmo.

Medite

Deixar de lado os problemas do dia a dia e focar naquilo que realmente importa: o seu bem-estar. Noventa minutos semanais de meditação são capazes de mudar a vida sexual de uma mulher.

Meditar tem o poder de aumentar a excitação e a lubrificação da vagina, além de diminuir a angústia provocada pelo compromisso relacionado ao sexo.

Faça acupuntura

Segundo um estudo publicado no Jornal de Medicina Alternativa Complementar, a acupuntura pode ajudar as mulheres que sofrem de baixa libido. Doze semanas de agulhas na pele são capazes de promover a melhora no desejo sexual e na lubrificação da vagina, o que evita dor durante a penetração.

Informe-se sobre a terapia hormonal

A terapia hormonal pode ser um recurso usado para tratar a baixa libido feminina. Mesmo que alguns estudos sugiram que o procedimento pode aumentar o risco de câncer de mama e de problemas cardíacos, ainda assim, muitas mulheres e médicos optam pelo tratamento.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]