[the_ad_group id="16403"]
Amor e Sexo

Príncipe encantado: ele existe?

Por Redação Doutíssima 12/02/2015

Os contos de fadas sempre estarão presentes na vida das mulheres. Senão de uma forma mais aberta, mas certamente no inconsciente eles moram, e, se este depósito virtual dos nossos mais íntimos segredos fosse desvendado, não haveria uma mulher sequer no mundo que diria que não acredita em príncipe encantado.

principe encantado

A ideia de homem perfeito mudou ao longo dos tempos, junto com os ideais femininos. Foto: iStock, Getty Images

A maioria já chegou a sonhar com a perfeição sobre um cavalo branco, de beleza estonteante e cavalheirismo fora do comum. Mas este sonho foi somente sonho.

Príncipe encantado com pegada

 

As mulheres contemporâneas, de forma geral, andam sabendo separar as coisas, e deixam os sonhos no virtual, para se amarrar ao real, ao príncipe encantado da modernidade. Este, segundo elas, é bonito, apaixonado, bem-humorado, bem-sucedido e com “pegada”.

Entretanto, eles devem vir, com características também daqueles dos tempos dos reis e castelos encantados, como cavalheirismo e inteligência. Mas, se os atributos dos príncipes encantados modernos mudaram um pouco, é para atender a mulheres que estão muito diferentes das frágeis princesas dos contos de fadas.

As da atualidade são independentes, poliprofissionais, de sensíveis não tem quase nada (à mostra), e algumas trabalham tanto que nem sabem do que se trata o assunto príncipe encantado.

Ao longo do tempo, as mulheres, sem exceção, cresceram ouvindo contos de fadas sobre princesas, príncipes e carruagens. Aí veio a Igreja e mexeu com as fantasias femininas, idealizando o casamento dos sonhos.

E as mulheres cresceram, namoraram, noivaram e casaram, e viram que não é bem assim. Até porque, nunca se soube como foi de fato a vida de Branca de Neve, Cinderela e Bela Adormecida depois do casamento.

Meio príncipe encantado

 

Foi aí que veio a tarefa imposta pela realidade, que mostrou que o príncipe encantado, nos moldes de “homem perfeito”, não existe. O que existe é aquele cara que vai ter parte dos atributos sonhados. Aquele que você terá que buscar estabelecendo entre as características sonhadas, as prioritárias.

A vida boa dos contos de fada se mostrou uma luta diária bastante difícil. Ter a sorte de encontrar alguém que seja parceiro nesta guerra sem fim já é uma grande coisa. Pode até não ser o mais bonito, pode ter defeitos, mas o importante é que haja o amor entre vocês, e então este será o seu príncipe encantado.

Este é o homem real, que vai ficar do seu lado. E vamos combinar né, você também não é uma princesa, então também pode ter acabado com as expectativas idealizadas por ele para o seu grande amor.

Então, se você está sozinha esperando pelo moço do cavalo branco, pare e pense no que quer. Entrar em um livro e se manter na espera vai fazer você ficar velha e só, e aí terá que se beneficiar das poções das bruxas, especialmente quando questionar o espelho e tiver uma resposta positiva à pergunta se tem alguém mais bela que você.

Não achou o príncipe encantado? Fique com a fera. O conto já mostrou que ela pode também ser domada, e é isso que vale. Então você se apaixona pela fera e no final ela vira príncipe.

Mas se quiser, mantenha sua busca, talvez você encontre o homem perfeito e fique com ele, mesmo sabendo que um dia ele pode se transformar em um sapo, feio e rabugento. E aí começa tudo de novo…

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]