Motivação

Mãe solteira: entenda como conciliar a vida profissional

Por Redação Doutíssima 02/03/2015

Ser mãe não é uma tarefa fácil, mas ser mãe solteira e ainda conseguir conciliar a vida profissional parece ainda mais impossível para algumas pessoas.

mae solteira

Carreira profissional não deve ser deixada de lado por mulheres que têm filhos. Foto: iStock, Getty Images

Há um tempo atrás, a maternidade deveria acontecer entre os 18 e 25 anos. Hoje, ser mãe aos 20 anos não é prioridade, mas acontece. Em muitos casos, a responsabilidade recai completamente sobre a mulher. Ela acaba assumindo todas as tarefas e agregando a si as funções do pai.

Em outros casos, ser mãe solteira é uma escolha da mulher. A reprodução assistida contribuiu para a mudança de conceito de família. No Brasil, o número de mulheres que chefiam a família aumenta cada vez mais..

Como ser mãe solteira e cuidar da vida profissional?

Não é fácil. Cuidar de uma criança exige muita dedicação. Para uma mãe solteira que decide manter a vida profissional, é muito mais difícil dispor desse tempo. A pergunta que fica é como conciliar a maternidade e a vida profissional. Afinal, nem uma nem a outra devem ser impedimento para as demais realizações.

A inexperiência não é motivo para você não se realizar profissionalmente ou como mãe. Uma dica para aliviar os momentos de tensão é incluir seu filho nos projetos profissionais.

Trabalhar, para muitas mães solteiras, não é uma opção, é uma necessidade. É questão de sobrevivência para ela e para a criança. Então, não esqueça que tudo o que você, mamãe, for fazer, precisará de muita força de vontade e paciência.

Como mãe solteira, você terá que assumir todas as tarefas referentes à criança, além de sustentar a si mesma. Respire fundo. Você é capaz. Para que isso aconteça, mantenha-se focada nos seus objetivos.

Procure um trabalho que ofereça jornadas menores de trabalho, para você ter um tempo com seu filho. Esse tempo faz toda a diferença, pois é nele que revisa os deveres passados pela escola, brinca, dá atenção e cuida de si mesma.

 

Mãe solteira não pode esquecer de si mesma

Criar sozinha uma criança não significa que você não deve cuidar de si mesma. É essencial que cuide de sua saúde e aparência. Não deixe de lado sua profissão. Atualizar-se é necessário para alcançar a realização profissional e também para manter o emprego.

Não deixe de assumir o seu status de mãe solteira. O preconceito da sociedade ainda existe, mas você é mais forte do que os estereótipos instituídos pelos outros.

Depois que as crianças assumem um pouco mais de independência, torna-se mais fácil, pois os cuidados mudam e a dependência também.

O apoio dos pais e da família é muito importante quando se é mãe solteira. Os parentes, por mais que ajudem minimamente, ainda asim é uma ajuda que deve ser muito bem vista e bem-vinda.

Para manter a vida profissional e a criação dos filhos, é necessário equilíbrio. Não dê mais atenção ao trabalho ou seu filho. Administre seu tempo.

 

As mães que investem na carreira profissional juntamente com a maternidade, devem ter a agenda mais organizada que as demais. Tudo tem a sua hora e o seu momento. E a agenda ajuda você a enxergar isso.

Mães solteiras são guerreiras e heroínas, mas são humanas. Então, quando bater a tristeza ou a solidão, mantenha-se firme e com os pés no chão. É só uma fase ruim e, por isso, é possível superá-la.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros