Motivação

Mudança de hábito: aprenda a pular barreiras e inove

Por Redação Doutíssima 03/03/2015

Porque é tão difícil instituir na nossa vida a mudança de hábito? Economizar, administrar as finanças, sair do sedentarismo e se exercitar, entrar de cabeça na reeducação alimentar.

mudanca-de-habito

O caminho é duro, mas é válido. Experimente a sensação da mudança e seja feliz! Foto: iStock, Getty Images

Afinal, é possível abandonar os maus costumes? Porque parece tão difícil? Calma, a ciência tem a explicação que você procura. E sim, é possível mudar os hábitos.

Mudança de hábito não é simples

 

Mas, embora seja possível, a mudança de hábito não é algo tão simples. Acontece que se livrar de um comportamento ruim vai além da força de vontade, e só isso já é um bocado difícil. Temos outro fator, o cérebro, para o qual o cultivo de velhos hábitos de sempre é muito melhor do que a mudança.

Segundo especialistas, nosso cérebro é programado para trabalhar com economia de energia, fazendo mecanicamente várias tarefas e permitindo que sobre espaço na cabeça para focar em outras. Os hábitos são sequências de ações aprendidas depois de muita repetição, até poderem ser executadas sem esforço mental.

 

Por isso não parece uma ideia muito atraente a mudança de hábito, o acordar cedo para ir à academia nas primeiras vezes, por exemplo. Isso porque primeiramente o cérebro precisa aprender a tarefa e então, só depois da insistência, ele começa a gostar do estímulo das endorfinas. É neste momento que se forma o hábito.

 

Passo a passo da mudança de hábito

 

Há várias formas de criar novos hábitos. Um deles, mostrado no livro O Poder do Hábito, do americano Charles Duhigg, parte de quatro pontos: a rotina, a recompensa, a deixa, e o plano de ação. E tudo isso deve ser posto em prática com muita persistência da seguinte forma:

 

1. A rotina

Aqui você vai identificar o comportamento que você precisa mudar. Faça uma lista e inclua nela seus hábitos ruins, como por exemplo, o hábito diário de sair do trabalho e passar na bomboniere para comprar uma barra de chocolate.

 

2. A recompensa

Neste momento você deve se questionar sobre o que realmente vai buscar na bomboniere quando sai do trabalho. Qual é o prazer daquela passada? São as pessoas que encontra lá? É a vontade de comer chocolate?

 

3. A deixa

É aqui que vem a dificuldade. Você precisa prestar atenção no que desencadeia o processo passar na bomboniere. Anote padrões que se repetem neste processo, desde o momento em que você sai do trabalho. Você está ansioso, estressado, entediado? Está sempre com vontade de comer chocolate nesse horário?

 

4. O plano de ação

É necessário entender o que há por trás de um hábito para poder trocá-lo por outro. Se o motivo é tédio, um café faz o mesmo efeito da barra de chocolate, se é a socialização, ir a outro local também pode resolver o problema.

 

A técnica dos 21 dias

 

Segundo especialistas, três semanas é o tempo que o cérebro precisa para assimilar uma mudança de hábito. Use este tempo e faça um teste. Na primeira semana ocorre a euforia da proposta da mudança.

 

Na segunda semana surge um desejo de largar tudo, de desistir e voltar ao conforto do hábito antigo. Na terceira semana os primeiros resultados começam a aparecer e, com eles, vêm a motivação para seguir adiante. É aí que se abre o caminho para a mudança.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros