Saúde

Saiba como eliminar casos de espinha na bunda

Por Redação Doutíssima 03/03/2015

A espinha na bunda atinge principalmente quem passa maior parte do dia sentada e usa roupas justas. Mas por que isso acontece? A pele precisa respirar, transpirar e isso não ocorre com tanta facilidade por causa do tecido justo.

espinha na bunda

Acne na bunda pode ocorrer por causa de roupas justas e falta de transpiração. Foto: iStock, Getty Images

O fato de ficar sentada a maior parte do dia também impede a transpiração e causa ressecamento na pele. Dessa forma, a bactéria, própria da região, prolifera-se de tal maneira que alcança a estrutura que dá origem ao pelo e assim ocorre o processo inflamatório da região.

Espinha na bunda: acne ou foliculite?

A acne pode ocorrer por diversos motivos, incluindo, hereditariedade, alta produção de hormônios sexuais, infecções bacterianas e também estresse. A acne acontece principalmente no rosto e no tronco e ocorre devido a alta produção de sebo da pele, essa secreção não ultrapassa a camada da pele se acumulando na região.

Ao se acumular, transforma-se em cravos que, em seguida, com o agravamento da doença, causa obstrução do poro, favorecendo o surgimento da infecção bacteriana.

A espinha na bunda ocorre em casos mais graves de acne. Nesses casos, é indicado que um médico dermatologista seja consultado para que seja feito o tratamento correto dessa infecção bacteriana.

Ainda mais que esse local passa a maior parte do tempo coberto pelos tecidos das roupas, ou seja, não é um local de grande circulação de ar e de fácil transpiração.

A foliculite por aparecer em qualquer região do corpo. E também se manifesta apenas em regiões onde existem pelos encravados. Entretanto, não é qualquer pelo encravado que se transforma em uma infecção.

Por que alguns pelos inflamam?

Muitas mulheres são adeptas de retirar a maior parte dos pelos do corpo e algumas retiram do bumbum, ainda mais no verão. O pelo pode encravar na utilização da técnica de depilação que usa a cera.

Esse produto arranca o pelo da base e, algumas vezes, ele não é retirado totalmente. Dessa forma, a parte que fica na pele pode inflamar devido ao estresse sofrido.

A utilização de produtos hidratantes também não é tão bem-vinda quando são utilizados em excesso, pois podem obstruir os poros, o que leva a uma inflamação do folículo piloso.

A pinça também pode causar uma inflamação da estrutura do pelo, pois é com ela que tentamos retirá-lo à força. Nessa tentativa, a estrutura do pelo já pode estar comprometida, o que pode resultar em uma inflamação e, por fim, em uma espinha na bunda.

Cuidados para evitar espinha na bunda

Para evitar espinha na bunda nessa época do ano, é necessário ficar atenta as lesões que aparecem na região e também com a foliculite. Essa inflamação pode ser a porta de entrada para as bactérias da acne.

Evite roupas justas, ficar muito tempo sentada e também ficar com roupa molhada. Roupas úmidas são o ambiente perfeito para as bactérias se proliferarem na pele.

Se você observar que surgiu uma espinha na bunda, procure o dermatologista o quanto antes para que ele investigue as causas. Em casos mais graves de acne, é necessário a administração de antibióticos.

Não esqueça que espremer a acne pode resultar em cicatrizes definitivas, que são removidas completamente apenas quando são usadas técnicas terapêuticas, como peeling químico.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros