Dieta

Suplemento whey protein pode ter consumo seguro? Descubra

Por Redação Doutíssima 04/03/2015

A cada dia, o consumo de suplementos alimentares se torna mais comum entre atletas e pessoas que frequentam academias. Entre várias opções no mercado, o suplemento whey protein é um dos preferidos por quem deseja otimizar os resultados do exercício físico. Mas uma recente decisão do governo federal gerou alerta sobre o seu consumo.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e a comercialização no Brasil de 20 lotes de whey protein, nome dado aos suplementos de proteínas extraídos do soro do leite.

O órgão testou 25 marcas do produto após ter recebido denúncias sobre irregularidades na quantidade de carboidrato e proteína contida nos suplementos – taxas que não correspondiam às informações dos rótulos. Os 20 produtos suspensos são de 14 fabricantes diferentes.

 

suplemento whey protein

Vinte marcas de whey protein não podem vender o suplemento no Brasil. Foto: Shutterstock

Consumo seguro do suplemento whey protein

Diante do alerta gerado pela decisão da Anvisa, como se proteger de danos à saúde na hora de incluir o suplemento whey protein na alimentação? É necessário entender para que ele serve e quais são os tipos ideais para cada pessoa.

Quem pratica atividades físicas é conquistado pela promessa do suplemento whey protein: acelerar o ganho de massa muscular e emagrecer. Consumido geralmente após o exercício físico, ele auxilia na recuperação do tecido muscular e facilita o seu desenvolvimento.

Para não cair em armadilhas na hora de comprar e consumir o produto, é preciso ter cuidado. Há diversas opções que podem ser encontradas em lojas de suplementos alimentares, de esportes e até mesmo online. No entanto, a facilidade de adquirir o whey protein – vendido sem restrições para qualquer pessoa –  não deve reduzir a preocupação do consumidor.

O primeiro passo é consultar um nutricionista ou um endocrinologista para que o consumo seja feito da maneira segura. Um profissional da saúde pode fazer indicações da melhor opção de suplemento  para seu organismo.

Outro cuidado essencial é verificar as informações do rótulo e conferir se ele foi aprovado pela Anvisa. Fique atento a preços muito baixos: determinadas marcas usam matérias-primas de baixa qualidade ou incluem no suplemento mais farinha e açúcar, o que reduz o efeito no organismo.

 

suplemento whey protein

Uso do whey protein para ganho de massa deve ser acompanhado por especialistas. Foto: Shutterstock

Riscos do suplemento whey protein

Por ser rico em proteína, o consumo do suplemento whey protein em excesso pode sobrecarregar e provocar pedras nos rins, além de causar lesões que podem resultar em doenças renais graves ou alterações no órgão. Por isso, a orientação médica é fundamental antes de optar pelo produto.

Pessoas com problemas no coração ou no fígado também precisam de um acompanhamento médico, para que o consumo do suplemento ocorra dentro de limites seguros, sob pena de comprometer o funcionamento desses órgãos. Diabéticos e intolerantes à lactose são outro grupo que deve ter cuidado especial.

Outro prejuízo que pode ser gerado pelo uso inadequado do suplemento whey protein é o efeito contrário ao prometido pela fórmula: engordar. A ingestão de uma quantidade maior de energia do que a soma de calorias consumida pelo metabolismo e pelo exercício pode acarretar no aumento de peso. E não é isso que você espera ao comprar o produto, não é mesmo?

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros