[the_ad_group id="16401"]
Amor e Sexo

Namoro virtual: saiba se proteger para encontrar o amor na internet

Por Redação Doutíssima 12/03/2015

Você já pensou em buscar o amor na internet? Seja por falta de tempo ou simplesmente por não querer se expor, os motivos que levam as pessoas a encarar um namoro virtual são inúmeros e de cunho bastante pessoal. As razões pouco importam. O que vale é saber se o relacionamento tem um futuro real ou se deve ser deletado da sua vida.

 

Namoro virtual: da ilusão ao final feliz

O Portal Educação divulgou, no final de 2014, uma pesquisa feita com quatro mil jovens, de 13 a 16 anos, 300 pais e 60 professores em 14 estados brasileiros. O objetivo era estudar os relacionamentos e a internet. O estudo apontou que 11% desses jovens já haviam tido um namoro virtual, porém sem nunca ter encontrado a pessoa.

 

Do total, 5% faziam sexo virtual e 15% abriam suas webcams para o parceiro desconhecido. O comportamento pode ser entendido, pois boa parte dos que iniciam relacionamento desse jeito sonham em tornar o que é virtual em real. E, apesar da distância, tentam encontrar uma forma de ficarem juntos.

 

A esperança é reafirmada diante de dados divulgados pelo site de namoro Eharmony, patrocinador da pesquisa, que mostra que 33% dos casamentos ocorridos nos Estados Unidos eram frutos de encontros virtuais, sendo que a metade foram proporcionados por sites especializados em namoro virtual.

namoro virtual

É preciso de cuidado ao se envolver em relacionamentos amorosos pela internet. Foto: iStock, Getty Images

 

O estudo envolveu 19 mil pessoas que casaram entre os anos de 2005 e 2009. Dos casais que se encontraram por meio de namoro virtual, apenas 6% se separaram. De uma forma geral, os que se conheceram pela internet estavam mais satisfeitos com os parceiros.

 

Perigos do namoro virtual

Se, por um lado, esse tipo de relacionamento consegue, mesmo diante da ciência, parecer um conto de fadas moderno, por outro, se não houver cuidado, a história pode se tornar em um pesadelo constrangedor de desilusões.

 

O anonimato pelo qual muitos se sentem protegidos pode esconder personalidades doentias ou simplesmente fakes, pessoas se passando pelo que não são para serem aceitas, ou apenas por achar engraçado esse tipo de comportamento.

 

namoro-virtual

Vale a pena investir ou cair fora?

Alguns cuidados simples podem fazer a diferença entre cair numa roubada virtual ou estar seguro dos seus passos. Para começar, faça algumas perguntas banais sobre a infância da outra pessoa e, depois de um tempo, pergunte novamente, comparando as respostas. Se houver contradição, comece a desconfiar.

 

Dar uma boa pesquisada nas redes sociais ajuda a saber como essa pessoa se comporta e algumas das ideias que podem revelar aspectos da sua personalidade. Se a pessoa curte páginas que enaltecem à misoginia (aversão às mulheres), por exemplo, é um ponto para se observar.

 

Crie prazos para sair da chamada fase um do relacionamento e comece a pensar em um encontro além do namoro virtual. Se mora muito longe, planeje uma viagem e veja como a outra pessoa reage. Se houver muitos empecilhos, é hora de repensar a relação.

 

Por mais confiança que você tenha na pessoa, evite se expor na webcam em situações sensuais. Nunca se sabe onde as gravações podem parar. Da mesma forma, nunca marque um encontro sem o conhecimento de outras pessoas de sua confiança. Escolha um lugar público para conhecer o seu amor.

 

Se tudo estiver certo, é hora de pensar se vale a pena enfrentar a distância e os desafios do mundo real para encarar esse relacionamento. Se depois de pesar os prós e contras você achar que sim, enfrente a situação e faça parte da estatísticas daqueles que encontraram a verdadeira felicidade.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]