[the_ad_group id="16401"]
Motivação

Entenda a importância social do feminismo

Por Redação Doutíssima 13/03/2015

No mês da mulher, nada mais apropriado do que falar sobre feminismo, não é mesmo? Esqueça aquela ideia de que ser feminista é andar desgrenhada, ser revoltada, brigar com homens quando eles manifestam qualquer ideia contrária ao que a mulher pensa ou ainda participar de todos os protestos por igualdade de gênero.

 

Até podem existir mulheres assim, mas feminismo é muito mais do que isso. É quando a mulher se impõe e no dia a dia toma atitudes para acabar com a dominação masculina sobre ela. Mas não é nada fácil, afinal o machismo ainda é o sistema dominante.

feminismo

A luta feminista é importante e essencial nas atitudes e pensamentos cotidianos. Foto: iStock, Getty Images

Afinal, o que é feminismo?

 

A palavra mulher em origem no latim, femina, e o feminismo seria a doutrina social favorável a elas. É um movimento que surge ainda no século XIX, quando as mulheres de várias partes do mundo, como Estados Unidos e Rússia, por exemplo, lutam por melhores condições de trabalho.

 

Ao longo de todo o século XX e também no atual momento, mulheres têm lutado pela igualdade de gênero, fim da violência sexual, física e psicológica contra a mulher e questionado o poder social, econômico e político sobre as mulheres.

 

Conquistas importantes já foram alcançadas a partir do empoderamento das mulheres. O direito ao voto, divórcio e acesso ao mercado de trabalho, mesmo que ainda elas ganhem menos do que os homens exercendo as mesmas funções, são exemplos.

 

Veja algumas das ideias defendidas pelo feminismo

 

É praticamente impossível listar tudo o que o feminismo defende, mas algumas ideias devem ser exercitadas diariamente, e não apenas pelas mulheres, mas por homens também.

Em praticamente toda a história da humanidade, as mulheres foram consideradas menos do que os homens, por isso, a importância da luta diária do feminismo não só pela igualdade de gêneros, mas também pela liberdade de expressão feminina.

 

1. Indivíduo

 

Mulheres são pessoas tanto quanto homens e merecem direitos iguais.

2. Salário

Mulheres e homens devem ter salários iguais quando desempenham a mesma função.

 

3. Trabalho

 

Mulheres não devem ser discriminadas no mercado de trabalho e suas oportunidades não devem ser limitadas aos papéis de gênero que a sociedade impõe sobre elas.

4. Casa

 

Não deve ser obrigação da mulher os cuidados da casa e dos filhos, as responsabilidades devem ser iguais.

5. Liberdade

 

Mulheres não são propriedade e têm direito de ir e vir.

 

6. Agressão

 

Mulheres, em nenhuma circunstância, merecem ser agredidas.

7. Corpo

 

O corpo feminino é de propriedade da mulher e nenhum homem tem o direito de tentar usurpá-lo ou agredi-lo sexualmente.

8. Estupro

 

Todo e qualquer ato sem concessão da mulher é estupro e nada menos do que isso.

9. Cantadas

 

Cantada de rua é uma violência contra a mulher, que tem o direito de ir e vir de espaços públicos, isso também vale para o transporte público, sem ser assediada, constrangida, humilhada ou ameaçada.

10. Vítima

Nunca é culpa da vítima, mesmo se ela estiver andando com roupas curtas na rua.

11. Exploração

 

Mulheres não são mercadoria e, portanto, não devem ser vendidas nem exploradas para fins comerciais.

12. Diversidade

 

Mulheres brancas, negras, ruivas, pardas, gordas, magras, heterossexual, homossexual ou qualquer outra definição têm o direito de ser representada na mídia. Padrão de beleza é uma aversão à pluralidade feminina.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]