[the_ad_group id="16401"]
Sexualidade

Falhar na cama é problema comum entre brasileiros, diz estudo

Por Redação Doutíssima 20/03/2015

Um estudo da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) aponta que 59% dos homens brasileiros, entre 40 e 69 anos, já tiveram casos de disfunção erétil. Para 12% deles, falhar na cama é um problema recorrente. Entre os homens com mais de 60 anos, os índices aumentam para 71%. Foram ouvidos pelo Ibope 1.506 homens e mulheres, já que ambos podem ser afetados pela disfunção.

 

O levantamento comprova que, mesmo sendo um tabu para a sociedade, a impotência sexual, ainda que pontual, é um problema comum entre os brasileiros. Se falhar na cama já ocorreu para mais da metade dos brasileiros, é preciso entender os fatores físicos e psicológicos que levam ao quadro e contar com o apoio da parceira para superá-los.

 

falhar-na-cama

Problema de ereção deve ser enfrentado e não escondido pelo homem. Foto: iStock, Getty Images

O medo de falhar na cama

Pergunte a um homem se ele já sofreu perda de ereção. Provavelmente, a resposta será negativa e, possivelmente, ela não será de todo verdadeira. A disfunção erétil é um tabu para o público masculino, mas é inerente à sua vida sexual. Em algum momento da vida, é natural que o homem passe por isso e falhar na cama não é sinônimo de fracassar.

Conforme o estudo da SBU, mulheres e homens homossexuais também relatam falhas do parceiro na hora H: 54% alegaram já ter passado pela experiência. A pesquisa identificou ainda que 19% dos entrevistados sofrem todos os meses com o problema e que 48% dos homens temem que a falha afete o relacionamento.

 

A entidade destaca que as causas da falta de ereção podem estar ligadas a hábitos não saudáveis, que acabaram integrados à rotina dos brasileiros e que são fatores de risco para várias doenças, como diabetes, hipertensão e a própria impotência. Entre essas atitudes não recomendadas, estão a obesidade, o sedentarismo e o consumo de cigarro.

 

Reconhecer problema é vital para o tratamento

 

Apesar da constatação da SBU, a procura por ajuda ainda não é significativa, se relacionada ao número de pessoas que passam por esse tipo de situação. O medo de falar sobre o assunto impede que grande parte desses homens realizem o tratamento adequado, ainda que boa parte das causas para a impotência sexual serem facilmente tratáveis e reversíveis.

Medicamentos de uso oral são capazes de resolver com facilidade as disfunções mais leves. Eles estimulam o fluxo sanguíneo na região do pênis, o que prolonga a duração da ereção. Também é possível aplicar injeções no órgão antes da relação para estimular a excitação. Os casos mais graves podem ser resolvidos através de próteses penianas, implantadas por intervenção cirúrgica.

 

falhar-na-cama

Parceira deve dar forças e não desestimular o companheiro que falha no sexo. Foto: iStock, Getty Images

Como agir se o parceiro falhar na cama

 

Uma relação sexual é composta por duas partes e deve ser guiada por ambos os componentes. Quando um homem tem uma perda erétil, é dever da parceira ajudá-lo. É preciso mostrar que isso não muda o interesse dela e que falhar na cama não é sinônimo de fracasso. Ridicularizar o parceiro ou ficar irritada pelo que aconteceu só irá intensificar o problema.

Muitas vezes, o excesso de desejo pode ser o causador da disfunção. Muitos homens perdem a ereção por acreditarem que não serão suficientes para aquela mulher. Nesses casos, mostrar o desejo pelo parceiro é uma forma de reacender o clima. Mesmo que ele tenha falhado na hora da penetração, recomeçar as preliminares é uma boa escolha.

 

O ato sexual não é o momento ideal para que o casal discuta o relacionamento ou qualquer outro assunto. Assim como não é a situação propícia para conversar sobre as causas da impotência. É preciso contornar o problema e deixar a conversa para mais tarde. A relação não depende apenas da ereção masculina. Saiba que existem outras formas de dar prazer ao parceiro.

 

Tratar o caso com naturalidade é o mais importante. As demais reações dependerão dos motivos que fizeram o parceiro falhar na cama. Se ele estiver cansado ou tiver bebido demais, sugerir que durmam e descansem também é uma opção válida. A qualidade do sexo depende de quanto o casal está à vontade entre si, não apenas do desejo físico que demonstram.

 

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]