[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Saiba o que é glaucoma e como identificar seus sinais

Por Redação Doutíssima 21/03/2015

Você sabe o que é glaucoma? Se não, então é importante se informar, pois esse é um grupo de doenças oculares que age sorrateiramente e pode levar à cegueira. Em geral, os sintomas são sutis e é preciso ficar atento aos avisos que seu corpo dá. As chances de você ter glaucoma aumentam com a idade e se apresentam, normalmente, depois dos 35 anos.

Segundo a Sociedade Nacional de Prevenção da Cegueira dos Estados Unidos, uma em cada 50 pessoas com mais de 35 anos, e três em cada 100 com mais de 65 anos têm glaucoma. Casos em crianças pequenas também ocorrem, embora sejam raros.

o que e glaucoma

As lesões por causa de pressão intraocular podem causar perda gradual da visão. Foto: iStock, Getty Images

O que é glaucoma?

São lesões causadas pelo aumento da pressão intraocular não tratadas. Essa é a definição de o que é glaucoma. A pressão aumentada comprime os vasos sanguíneos, que nutrem as estruturas do fundo do olho e matam as células da retina e nervo ótico. Se o processo não for controlado, pode levar à cegueira.

Além disso, é uma doença perigosa, que se desenvolve tão lentamente que a pessoa nem se dá conta da perda gradual da visão. Quando finalmente começa a afetar o centro do campo visual, estabelece-se a cegueira permanente.

 

Alguns podem ter sintomas sutis, que indicam a necessidade de um exame completo. Entre eles, a troca de óculos com frequência, a dificuldade de adaptação a ambientes escuros, perda da visão lateral, visão embaraçada, aparecimento de halos ao redor das luzes e dores de cabeça ou ocular intensa.

 

Diagnóstico do glaucoma

Depois de saber o que é glaucoma, suas causas e sintomas, é importante saber quais os exames você deve pedir para o seu médico para diagnosticar corretamente a patologia. Entre eles, estão a tonometria de aplanação, ou tomada de pressão intraocular.

 

Além disso, também é necessário realizar o exame de fundo de olho para avaliar se existe lesão do nervo óptico provocado pelo glaucoma, a gonioscopia, que classifica o tipo de glaucoma e o exame de campo visual, para avaliar se há perda do campo. O ideal é realizar uma visita anual ao oftalmologista para avaliação.

 

glaucoma

O que é glaucoma e seus tipos

Se você ainda tem dúvidas sobre o que é glaucoma, saiba que não há apenas um tipo da doença. Ela pode ser crônico simples ou de ângulo aberto, que representa mais ou menos 80% dos casos, que incide nas pessoas acima de 40 anos. É causada por uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior.

 

Já o glaucoma de ângulo fechado tem, no aumento súbito de pressão intraocular, a principal característica. O glaucoma congênito, que é mais raro, acomete os recém-nascidos; e o secundário, que é decorrente de enfermidades como diabetes, uveítes, cataratas, entre outras.

 

Tratamentos possíveis

A doença é crônica e precisa de tratamento contínuo, por toda a vida. O paciente deve manter controlada a pressão intraocular, evitando a perda da visão. O tratamento pode ser feito com colírios, comprimidos, ou ainda com intervenção cirúrgica.

 

Na lista dos propensos a terem glaucoma, estão os negros, que têm maior chance de desenvolver pressão alta, pessoas com mais de 35 anos e portadores de diabetes, além daqueles que têm histórico familiar – 6% das pessoas com glaucoma já tiveram outro caso na família.

 

O importante é lembrar que não basta saber o que é glaucoma. Em geral, a doença é assintomática e o mais importante é consultar regularmente o oftalmologista.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]