[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Sudorese noturna: entenda o que ela pode significar

Por Redação Doutíssima 21/03/2015

Você costuma acordar com o corpo molhado, como se tivesse corrido uma maratona? Saiba que esse pode ser um caso de sudorese noturna. A condição pode ser sinal de doença e não pode ser negligenciada. Se isso acontece com você, tenha atenção às causas e saiba como se livrar do problema.

Causas da sudorese noturna

 

Embora qualquer pessoa possa sentir calores durante à noite e acordar suado, a sudorese noturna é mais comum de ocorrer com as mulheres por questões hormonais. Quando a mulher é jovem, ela acontece próximo ao período menstrual. Quando madura, na menopausa.

 

Mas fique calma se você estiver na menopausa. Segundo um estudo de 2009 publicado no Menopause Journal, o suor noturno nesse momento da vida é normal. Mulheres que têm esse sintoma junto com as ondas de calor têm 30% menos chances de morrer dentro de 20 anos do que as que não apresentam esses sinais.

 

sudorese-noturna

Manter a temperatura do quarto agradável pode ajudar a evitar suor noturno. Foto: iStock, Getty Images

 

Em ambos os sexos, essa ocorrência pode estar ligada a doenças, como apneia do sono e até episódios de pesadelos e sonambulismo. Isso porque é nesses transtornos que o corpo entra em grande atividade e a agitação pode desencadear o problema.

Se a pessoa costuma suar muito nas extremidades do corpo (crânio, mãos e pés) durante o dia, pode ser acometida de sudorese noturna. Acompanhado de sintomas como febre, coceira no corpo, dores, fadiga e perda de peso, pode ser algo temporário, como a queda de açúcar, no caso dos diabéticos ou até de doenças graves, como câncer e tuberculose.

Sudorese noturna de causas evitáveis

 

Quando as causas da sudorese noturna são classificadas como evitáveis, como o próprio nome sugere, não se trata de um problema crônico ou provocada por um fator externo ao organismo. São mais fáceis de lidar porque são possíveis de evitar com medidas simples. Conheça quatro possíveis causas que se enquadram nessa categoria:

1. Temperatura no quarto

Se o seu quarto costuma ser quente ou com pouca ventilação, procure ligar o ar condicionado, ventilador ou, se for possível, deixe a janela aberta. Isso irá refrescar o ambiente antes de você dormir e ajudará a encontrar uma forma de manter uma temperatura adequada.

2. Ansiedade e estresse

Se você sofre desse mal, procure, antes de dormir, ter uma rotina que estimule seu sono com tranquilidade. Chás, calmantes naturais, a leitura de um livro ou mesmo esvaziar a mente ajudam a relaxar e ter uma boa noite de sono.

3. Desidratação

Procure tomar um copo d’água antes de dormir ou deixar uma garrafinha do lado da cama. Caso acorde no meio da noite, tome um pouco para baixar a temperatura do corpo.

4. Alimentos picantes

Jantares com muita pimenta ou condimentos podem causar, além de um desconforto gastrointestinal, a sudorese noturna. Evite comer alimentos muito temperados à noite e, se o fizer eventualmente, evite dormir em seguida.

Tratamento para o problema

 

Por ter várias causas, o importante é você observar com que frequência a sudorese noturna acontece e em que situações. Se for alguma listada em causas evitáveis, fique tranquilo. Basta seguir as dicas que os sintomas desaparecem.

Porém, se nada puder ser feito, é fundamental procurar um médico. Isso porque protelar esse sintoma pode esconder uma doença. Seja ela corriqueira ou grave, quem sabe a melhor forma de tratar é sempre o profissional de saúde.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]