[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Saiba o que é a hiperplasia prostática e como ela afeta a saúde masculina

Por Redação Doutíssima 25/03/2015

Você é homem, mas não sabe o que é hiperplasia prostática? Trata-se de um aumento na glândula da próstata, um dos problemas mais comuns à medida que os homens envelhecem.

Sintomas urinários incômodos existem e, se não houver tratamento, o aumento da glândula pode bloquear o fluxo de urina para fora da bexiga e originar problemas no aparelho urinário. Por isso, buscar ajuda médica nos primeiros sintomas é essencial.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) revelam que um homem tem 30% de chances de, ao longo de sua vida, necessitar de tratamento para sintomas decorrentes da hiperplasia – e, aproximadamente, 10% de possibilidades de ser submetido a tratamento cirúrgico.

Outro estudo, este realizado pela Fundação Urology Care, indica que 50% dos homens entre 51 e 60 anos, e até 90% dos homens com mais de 80 anos de idade, podem desenvolver sintomas da hiperplasia prostática.

hiperplasia prostatica

Hiperplasia da próstata pode causar sensação de bexiga cheia mesmo após urinar. Foto: iStock, Getty Images

O que é a hiperplasia prostática?

A hiperplasia é uma condição causada pelo alargamento não-canceroso da próstata, à medida que os homens envelhecem.

Como a próstata aumenta, ela pressiona o tubo pelo qual passa a urina, conhecido como uretra. Com isso, a passagem da urina se torna difícil, deixando o jato muito fraco ou fazendo com que o paciente sinta dificuldade em esvaziar a bexiga.

Ao contrário do que muita gente acredita, a hiperplasia prostática não é um dos sintomas do câncer de próstata. Os sinais podem ser associados a infecções urinárias e outros problemas, por isso, procure um urologista assim que sentir algum tipo de desconforto ao urinar.

O que causa o problema?

O problema não se desenvolve em homens cujos testículos foram removidos antes da puberdade. Por esse motivo, alguns pesquisadores acreditam que fatores relacionados ao envelhecimento e aos testículos são a causa da hiperplasia prostática benigna.

Ao longo de suas vidas, os homens produzem testosterona, um hormônio masculino, e pequenas quantidades de estrogênio, um hormônio feminino. Quando envelhecem, a quantidade de testosterona ativa no sangue diminui, o que aumenta a proporção de estrogênio.

Estudos científicos têm sugerido que a hiperplasia benigna da próstata ocorre justamente devido a maior proporção de estrogênio, que aumenta a atividade de substâncias que promovem o crescimento das células.

Sintomas da hiperplasia prostática

Uma vez que a próstata localiza-se logo abaixo da bexiga, o seu alargamento resulta em sintomas como necessidade de esvaziar a bexiga com mais frequência, especialmente à noite.

Também há dificuldades para fazer xixi, diminuição do tamanho e força do fluxo da urina, sensação de que a bexiga não está vazia mesmo depois de urinar e a incapacidade de adiar a micção.

Em casos extremos, um homem pode não ser capaz de urinar, o que requer atenção imediata de um profissional de saúde.

 

As complicações da hiperplasia incluem retenção urinária aguda, sangue na urina, infecções do trato urinário, danos à bexiga, aos rins e pedras na bexiga.

A maioria dos homens com hiperplasia prostática benigna não desenvolve essas complicações quando inicia um tratamento logo nos primeiros sintomas da doença.

 

As opções de tratamento para a hiperplasia benigna da próstata incluem mudanças de estilo de vida, alguns medicamentos, procedimentos minimamente invasivos e cirurgia. Tudo irá depender da gravidade dos sintomas.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]