[the_ad_group id="16403"]
Especialidades

Leucemia tem cura? Saiba mais sobre o enfrentamento da doença

Por Redação Doutíssima 28/03/2015

Você sabe se a leucemia tem cura? Ela é uma doença do sangue, que surge a partir de mutações genéticas de células jovens e saudáveis na medula óssea. Os cientistas não sabem explicar o motivo disso acontecer, mas sabem que a doença se desenvolve com mais frequência em crianças, devido à reprodução de novas células.

 

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 12 mil novos casos devem surgir no Brasil em 2015. O número de mortes deve ser metade dos casos, chegando a seis mil.

 

A leucemia tem cura em 80% dos casos do tipo aguda e tem como tratamento a quimioterapia ou transplante de medula óssea. As chances de cura em adultos caem para 20%.

 

leucemia tem cura

Busca pela cura da leucemia ainda representa um desafio para a ciência. Foto: iStock, Getty Images

Sintomas da leucemia

 

Ela é uma doença altamente agressiva e que pode debilitar a pessoa rapidamente. Com os glóbulos brancos, responsáveis pelas defesas do organismo, doentes e incapazes de agir, o paciente começa se queixar de cansaço e sonolência, tem febre frequente e manchas pelo corpo.

 

Algumas pessoas ficam com a barriga inchada, e o intestino praticamente para de trabalhar. Também são sintomas característicos da leucemia a anemia e sangramentos, isso acontece devido à baixa significativa das plaquetas do sangue.

 

leucemia

Em que situações a leucemia tem cura

 

A leucemia tem cura em situações de transplante, o que não garante o sucesso do tratamento e também em casos onde a terapia com medicamentos, quimioterapia foi efetiva logo no início. Como a medicina ainda desconhece a causa das mutações que provocam a doença, é extremamente difícil descobrir qual o medicamento será o mais efetivo.

 

Muitos pacientes que precisam de transplante de medula óssea morrem enquanto estão na fila aguardando por um órgão compatível. A boa notícia é que o Brasil tem centros de referência no tratamento da leucemia, que são considerados de primeiro mundo. O Sistema Único de Saúde arca com todos os valores do tratamento.

 

Leucemia tem cura: estudos recentes

 

Considerada em 2013 pela revista Science, uma das mais conceituadas da área científica, como principal avanço científico, a imunoterapia aumenta as possibilidades que a leucemia tem cura a partir do próprio organismo.

Esse tratamento usa a estimulação do sistema imunológico do paciente para combater a doença. Em 88% dos casos, houve a regressão ou até a própria cura da doença.

 

Já um estudo publicado na revista Cell alerta para os riscos do desenvolvimento da doença depois dos 90 anos.

De acordo com cientistas do Instituto Wellcome Trust Sanger, do Reino Unido, mesmo que a doença seja associada às crianças, quanto mais avançada a idade, mais chances de surgirem erros genéticos, o que favoreceria o surgimento da leucemia.

 

A agência norte-americana para controle de drogas e alimentos, Food and Drug Administration (FDA), está em fase de testes para um novo medicamento que seria efetivo na cura da doença crônica, ou seja, a mais frequente em adultos.

 

Dos 444 pacientes que usaram o medicamento Ponatinib, 56% obtiveram “grande resposta”, o que significa que a medula óssea estava praticamente saudável novamente.

A ciência ainda tem um longo caminho a percorrer até poder dizer que leucemia tem cura, mas a evolução das pesquisas tem caminhado para um futuro de mais esperança para os futuros pacientes.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]