[the_ad_group id="16401"]
Estética

Conheça o peeling de fenol e veja como fazer uso seguro dele

Por Redação Doutíssima 31/03/2015

Você já ouviu falar em peeling de fenol? Ele é um procedimento estético muito usado para fins de rejuvenescimento, mas não é indicado para todas as pessoas. Considerado um peeling químico profundo, é possível usá-lo em rugas faciais, cicatrizes de acne, manchas e lesões pré-cancerosas.

 

Mas é importante ficar alerta: por ser mais invasivo que outros procedimentos, o peeling de fenol pode ter efeitos colaterais indesejados, como a descamação da pele e vermelhidão.

peeling de fenol

Peeling que utiliza fenol pode ser indicado para tratar rugas presentes no rosto. Foto: iStock, Getty Images

O que é peeling de fenol?

A procura por procedimentos estéticos que ajudem no rejuvenescimento da pele é alta no Brasil. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), referentes a 2011, 49% dos especialistas afirmam que as brasileiras vão aos consultórios em busca do peeling.

Os peelings profundos afetam tanto a epiderme quanto a derme, e são mais eficazes. Por outro lado, se revelam mais arriscados do que os peelings superficiais ou médios.

 

Eles são usados principalmente para melhorar o aspecto da pele, combatendo rugas médias e profundas e outros sinais avançados de envelhecimento. O agente mais comum usado em peelings profundos é o fenol, que produz a necrose dos tecidos.

O método utiliza ácido carbólico para tratar a pele, e não é adequado para o tratamento de áreas selecionadas. O peeling de fenol é um tratamento para atingir resultados que duram por anos.

 

Quem pode se beneficiar

O peeling de fenol é normalmente utilizado para rugas profundas e cicatrizes de acne, ou para alterações de pigmentação. Pacientes com mais de 18 anos e com condições indesejáveis ​​na pele também se beneficiam desse tratamento.

O procedimento não é indicado para quem possui tendência a formar queloides ou desenvolver outros problemas de cicatrização, bem como as pessoas com a pele escura. O fenol é uma forma muito poderosa de ácido, que é capaz de causar alterações de pigmentação.

 

Como funciona o peeling

O pré-tratamento normalmente inclui a utilização de um creme de ácido retinoico ou um medicamento de prescrição a partir de vitamina A. Esse passo permite que a solução química possa penetrar mais uniformemente e profundamente.

O médico começa lavando cuidadosamente a pele para, em seguida, aplicar a solução de peeling químico. O fenol age como um o anestésico tópico, que alivia qualquer desconforto. Um peeling de  fenol é combinado com um peeling químico mais leve para o restante do rosto e, na maioria dos casos, é realizado em nível ambulatorial.

 

Após o peeling de fenol, a área tratada fica inchada e vermelha. O médico irá prescrever alguns cuidados para acalmar e proteger a área tratada.

O que esperar do peeling de fenol?

Vai levar aproximadamente 10 dias a duas semanas para a pele se regenerar após o procedimento. Ela ficará vermelha e sensível por várias semanas e você, provavelmente , precisará de pelo menos 14 dias de repouso.

 

O efeito completo, ou seja, o momento em que a pele estará totalmente rejuvenescida, pode levar de dois a três meses.

Os riscos e potenciais complicações desse peeling devem ser discutidos entre você e seu médico. Esses procedimentos, que promovem o desgaste da pele, são geralmente seguros quando feitos por um profissional experiente.

Além do inchaço e da vermelhidão nos primeiros dias, o método tem alguns riscos potenciais, que incluem infecção, cicatrização anormal, reações alérgicas e alterações da cor da pele.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]