[the_ad_group id="16401"]
Gravidez e Filhos

Fique atenta: ginástica na gravidez tem limites

Por Redação Doutíssima 31/03/2015

A modelo norte-americana Sarah Stage reacendeu as discussões sobre ginástica na gravidez ao postar fotos nas redes sociais. Em um momento da gestação em que, costumeiramente, a mulher ostenta um “barrigão”, ela surpreendeu ao exibir uma “barriguinha” de nove meses.

 

A foto despertou reações e houve quem se mostrasse contra a prática de exercícios da Sarah, apontando possíveis riscos à gestação da “grávida fitness”. Mas será que, com bastante cuidado, é possível sim levar uma gestação tranquila e saudável com a prática de exercícios?

 

ginastica-na-gravidez

Em foto polêmica, Sarah Stage choca com barriguinha de 9 meses. Foto: Reprodução, Instagram

Especialistas garantem que, com a devida orientação, a ginástica na gravidez só vai agregar benefícios à saúde do bebê e da mamãe.

 

Exercícios físicos praticados durante a gestação contribuem para o aumento da perfusão sanguínea, essencial para as funções vitais do bebê, como explica a educadora física Kamila Neto.

“A ginástica na gravidez mantém a gestante ativa e isso resulta em menor retenção de água, consequentemente, menos inchaço, e melhora a capacidade cardiorrespiratória para o momento do parto”, diz Kamila.

 

ginastica-na-gravidez

Sarah manteve treino físico na gestação. Foto: Reprodução, Instagram

Exercícios para ginástica na gravidez

A orientação profissional é fundamental para a gestante que deseja se exercitar, pois todas as atividades devem ser de baixo impacto. Assim, caminhadas leves estão liberadas, bem como o uso de equipamentos de grande estabilidade física, como bicicleta ergométrica e elíptico.

Quanto aos exercícios localizados, Kamila, que é pós-graduada em Personal Trainer, diz que a indicação é a de que sejam executados lentamente, com uma carga moderada, que não induza ao extremo esforço muscular. “E o principal: todos os exercícios devem proporcionar o maior equilíbrio possível à gestante, com estabilidade de membro inferiores”, alerta.

A ginástica na gravidez pode ser praticada durante toda semana, mas é preciso observar os tipos de exercícios desenvolvidos a cada dia. Segundo Kamila, os localizados podem ser feitos três vezes por semana. Nos demais dias, acrescenta, indica-se a prática dos exercícios aeróbios, como caminhada, bicicleta ergométrica ou elíptico.

 

ginastica-na-gravidez

Musa fitness Bella Falconi em registro na 18ª semana de gravidez. Foto: Reprodução, Instagram

Ginástica na gravidez e sedentarismo

Para a educadora física, as gestantes sedentárias que, ao descobrirem a gravidez, decidem introduzir atividades físicas em sua rotina, devem ter muito cuidado na escolha da modalidade. “A informação mais importante é que, se a gestante estava sedentária até então, indica-se que, por questões de segurança, execute somente caminhadas leves e alongamentos”, afirma.

Ela ainda alerta que não se deve iniciar um planejamento de treinamento com exercícios localizados e até mesmo de musculação em início de gestação. “Se a gestante já é praticante de exercícios, só se adapta à condição atual e segue-se o trabalho”, completa.

E é isso que Sarah Stage garante estar fazendo. Em entrevista ao site Entertainment Tonight, a modelo disse que não deixou de malhar, mas que agora “pega mais leve”. Ela ainda tem um personal trainer que orienta seus movimentos e diz que sua médica a deixa tranquila quanto à saúde do bebê.

O mesmo acontece com a brasileira Bella Falconi. A musa fitness, com 18 semanas de gestação, exibe uma barriguinha sarada e bem menor do que a maioria das mulheres nesse período. Ela segue fazendo ginástica na gravidez, mas tem reduzido a carga e a intensidade dos exercícios, como mostra em suas redes sociais.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]