[the_ad_group id="16403"]
Dica do Nutricionista

Pirâmide alimentar infantil: saiba sua importância

Por Redação Doutíssima 01/04/2015

Você sabe o que é a pirâmide alimentar infantil? Ela é um recurso essencial – e de aplicação fácil – para garantir uma alimentação completa e saudável ao seu filho. Se a alimentação saudável da criança for deixada de lado, muitas deficiências nutricionais podem aparecer com o tempo.

 

Ela funciona como um guia alimentar, um instrumento de orientação nutricional utilizado por profissionais, com o objetivo de promover mudanças nos hábitos alimentares visando à saúde global do indivíduo, e ainda pode prevenir doenças. Quem explica é a nutricionista Celma Muniz, mestre em Ciências da Saúde e professora na Universidade Anhanguera de São Paulo.

piramide alimentar infantil

Crianças precisam de uma alimentação saudável e balanceada para se desenvolverem. Foto: iStock, Getty Images

O que é essencial na pirâmide alimentar infantil

 

Nos  primeiros anos de vida, diz Celma, uma alimentação adequada qualitativa e quantitativamente é essencial para o crescimento e desenvolvimento de uma criança. É importante que esse processo proporcione ao organismo energia e nutrientes necessários para o bom desempenho de suas funções e para a manutenção de um bom estado de saúde.

“A pirâmide alimentar infantil deve ser composta de cereais e pães, frutas, verduras e  legumes, carnes e ovos, leites e derivados”, afirma a nutricionista. De acordo com ela, os alimentos devem ser introduzidos na rotina da criança a partir do sexto mês de vida. Antes disso, somente em casos bem específicos, o aleitamento materno deve ser exclusivo.

Uma alimentação equilibrada, que siga a pirâmide alimentar infantil, é importante para o desenvolvimento e crescimento da criança em todos os aspectos.

“Os leites e derivados são importantes para manutenção óssea e um bom funcionamento metabólico, pois são fonte de cálcio e proteína, as frutas, verduras e legumes são fontes importantes de fibras, vitaminas e minerais”, diz.

Já as carnes e ovos, complementa Celma, são fontes de proteína e também de ferro, que atuam no bom funcionamento do organismo e também no processo de aprendizado.

Ela afirma que crianças bem alimentadas, com uma pirâmide alimentar infantil bem montada, têm um melhor aproveitamento no processo de aprendizado, pois o consumo de proteína está relacionado ao desenvolvimento cognitivo.

 

Desafio de montar a pirâmide alimentar infantil

 

Celma diz que um grande desafio para os profissionais de saúde é estimular o contato com preparo de alimentos que sejam simultaneamente saudáveis e agradáveis aos sentidos. Esses alimentos, explica, devem proporcionar prazer, respeitando a cultura dos indivíduos e seu grupo social.

Assim, diz, a procura por um profissional da nutrição sempre pode ajudar nesses casos. Ele vai orientar corretamente sobre a pirâmide alimentar infantil. “Se os pais têm hábitos saudáveis, é muito mais fácil lidar com este tipo de situação, pois ocorre uma conscientização da criança sobre os benefícios de certos alimentos”, conclui a nutricionista.

Um ponto importante para Celma é a consciência de que se deve orientar adultos e crianças quanto à  importância do consumo de alimentos saudáveis e desvincular a imagem de alimentos a personagens infantis – o o apelo comercial é intenso, com bombardeio diário em todos os meios de comunicação.

A alimentação dos pais, afirma Celma, costuma exercer influência decisiva nos hábitos alimentares do filho, afetando a preferência alimentar da criança e sua regulação da ingestão energética.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]