[the_ad_group id="16401"]
Exercícios

Veja como baby pilates beneficia a mamãe e o bebê

Por Redação Doutíssima 03/04/2015

Você sabe o que é o baby pilates? Ele surgiu como uma proposta de favorecer gestantes e mulheres com bebês pequenos, na fase de busca da retomada do corpo de antes da gravidez.

 

O baby pilates, que fortalece a musculatura e estreita os laços com o bebê, começou a ganhar muitas adeptas depois que mulheres famosas passaram a aparecer com o corpo em forma pouco tempo depois de terem ganhado seus filhos.

baby pilates

Prática de pilates pode ajudar a aumentar o vínculo afetivo entre a mãe e o bebê. Foto: iStock, Getty Images

Adaptando o pilates

A ideia de adaptar o método pilates para as crianças (nesse caso ainda não os bebês, mas a partir dos quatro anos) foi desenvolvida nos Estados Unidos em 2006. Fisioterapeutas, educadores físicos e escolas implementaram o método contra as queixas de dores nas costas das crianças, pelo uso das mochilas.

Mas o pilates é bem mais antigo e foi desenvolvido pelo alemão Joseph Humbertus Pilates na década de 1960. Ele incluiu no novo método alguns ensinamentos orientais aplicados em exercícios físicos.

Depois de criar o método pilates, Joseph estudou anatomia e fisiologia e dominou os conceitos da física e mecânica corporal. A evolução da atividade, que foi criada para tratar dores e lesões, hoje inclui várias modalidades, e o baby pilates é uma delas.

Por que fazer baby pilates?

O ganho de peso durante a gravidez, a falta de tempo ou falta de local para deixar o bebê depois do parto, ou mesmo a vontade de estreitar cada vez mais a relação entre mãe e filho, têm levado muitas mulheres a experimentar essa alternativa para voltar a fazer alguma atividade física.

Na gravidez, os benefícios incluem a melhora da postura, que evita as dores nas costas, o alívio das dores e inchaços nas pernas, trabalha os braços, para cuidar do bebê depois do nascimento, evita a incontinência urinária, auxilia na contração abdominal, trabalha a respiração e estabiliza as articulações contra possíveis lesões.

Benefícios do baby pilates

Se a gestante já foi adepta ao pilates, depois do nascimento do bebê, a recuperação é ainda mais rápida. Ocorre uma melhora postural e recuperação dos músculos da pélvis e do abdômen, a flexibilidade aumenta, o tônus e a força muscular se recuperam e a forma física retorna de modo mais rápido.

Além disso, segundo informações de 2010 da Revista Pilates, essa modalidade pode ajudar a envolver o bebê na prática de exercícios, o que pode causar relaxamento na mulher.

Ou seja, interage com o bebê, que ganha sensação de bem-estar e relaxamento, estimulação da flexibilidade de forma natural e desenvolvimento psicomotor impulsionado.

 

Os exercícios de baby pilates são realizados a partir dos 40 dias após o parto em estúdios com aparelhos específicos. A mãe utiliza o bebê como peso necessário para fortalecer todos os músculos. Duram, em média, entre 45 minutos e uma hora e meia, e terminam com massagens e exercícios clássicos para os dois.

Porém, no baby pilates, é fundamental o acompanhamento de um profissional especialista, especialmente para orientar a mãe nos exercícios, prevenindo lesões ou práticas erradas. E quanto mais peso a mulher ganhou na gestação, maior deve ser a atenção do especialista.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]