[the_ad_group id="16401"]
Sexualidade

Falta de libido predomina entre as queixas femininas na cama

Por Redação Doutíssima 08/04/2015

Você sofre com falta de libido? Essa é uma das maiores queixas femininas quando se trata de sexo, segundo um estudo realizado no Brasil. Se você se sente incomodada com o baixo desejo sexual ou com a diminuição dele, há mudanças em seu estilo de vida e outros tipos de tratamento que são capazes de resolver o problema.

65% das brasileiras reclamam de baixa libido

Um estudo feito pelo Hospital das Clínicas, vinculado à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), revelou que a falta de libido é uma reclamação constante entre as mulheres que passam pelo Ambulatório de Sexualidade da Ginecologia. Os números são expressivos: 65% das 200 pacientes investigadas.

 

Além da falta de libido, 23% delas sofriam com anorgasmia (ausência de orgasmo). Ainda, 13% relataram problemas de vaginismo – contração involuntária dos músculos da vagina, que dificulta a penetração.

falta-de-libido

Os problemas relacionados ao bem-estar podem causar baixa libido em mulheres. Foto: iStock, Getty Images

Falta de libido não depende só dos hormônios

O que desperta na mulher a vontade de fazer sexo não são apenas os hormônios, como acontece com os homens. Elas precisam de muito mais para sentirem interesse em sexo, conforme um estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism.

O Dr. John Randolph, autor da pesquisa e professor da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, revelou em entrevista que o interesse das mulheres em sexo é extremamente complicado.

De acordo com o levantamento, a testosterona tem um papel modesto na libido feminina. Foi apurado que o protagonista na excitação da mulher para o sexo, em realidade, é o seu bem-estar emocional.

Como identificar

Não existe um número mágico para definir baixo desejo sexual. Ele varia de mulher para mulher.

Alguns sinais que podem indicar um baixo desejo sexual incluem uma mulher que não tem interesse em qualquer tipo de atividade sexual, incluindo a masturbação, não tem fantasias sexuais ou pensamentos relacionados a sexo (ou os tem raramente), além de ficar incomodada por sua falta de atividade sexual ou fantasias.

Há tratamento para o problema?

Geralmente, todas as causas da falta de libido feminina são tratáveis. Por isso, se você estiver sentindo que alguma coisa mudou em sua libido, e acha que precisa resolver essa situação, uma boa ideia é consultar um médico, profissional capaz de avaliar o problema e encontrar uma solução.

A maioria das mulheres se beneficia ao tratar as causa subjacentes a essa condição. As recomendações incluem terapia e, por vezes, medicação. Veja quais são os tratamentos mais comuns:

1. Terapia

Conversar com um terapeuta sexual ajuda a lidar melhor com as preocupações que causam a falta de libido. Aconselhamento de casais, que aborda problemas de relacionamento, também auxilia a aumentar os sentimentos de intimidade e desejo.

2. Medicamentos

Caso você tome algum medicamento com regularidade, é provável que o seu médico vai querer avaliá-los para ver se não são eles que estão causando efeitos colaterais sexuais. Alguns antidepressivos, por exemplo, são capazes de diminuir o desejo sexual.

3. Terapia hormonal

A reposição hormonal é capaz de ter efeito positivo sobre a função cerebral e os fatores que afetam a resposta sexual. Em alguns casos, o médico pode prescrever uma combinação de estrogênio e progesterona.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]