Receitas

Iogurte de soja não é só opção para intolerantes à lactose

Por Redação Doutíssima 12/04/2015

Você já provou um iogurte de soja? Opção não só para as pessoas que têm intolerância à lactose, ele atende também aos veganos, aos alérgicos, aos vegetarianos e àqueles que, por orientação específica de um especialista, precisaram optar por alimentos produzidos com soja.

Mas, afinal, o iogurte de soja, ou melhor, a soja em si, é benéfica ou maléfica? De acordo com estudos, essa leguminosa traz benefícios nutricionais incontáveis, é uma excelente fonte de proteína, e pode ser utilizada de forma preventiva e terapêutica no tratamento de doenças cardiovasculares, câncer, osteoporose e sintomas da menopausa.

iogurte de soja

Iogurte de soja não se restringe apenas às pessoas com intolerância à lactose. Foto: iStock, Getty Images

Por que optar pelo iogurte de soja

Por conta do seu baixo custo em relação ao leite, já existe no mercado o iogurte de soja, um produto fermentado obtido a partir do extrato aquoso de soja (leite de soja).

O leite de soja, assim como o leite de vaca, é adequado para o crescimento de bactérias láticas. Substâncias presentes no grão estimulam o crescimento microbiano e se tornam excelente para um tipo de organismo, as bifidobactérias, que são responsáveis por aumentar várias funções imunes do organismo. Entre elas, a ativação de linfócitos, de macrófago e a produção de anticorpos.

O iogurte de soja é suplementado com probióticos, prébióticos e cálcio, conferindo assim, ainda mais benefícios à saúde de quem o consome. Os probióticos são microrganismos que, quando aplicados a humanos ou animais, promovem um equilíbrio da microbiota intestinal.

Já os prebióticos são componentes alimentares não digeríveis, capazes de estimular o crescimento e a atividade de algumas bactérias boas presentes no intestino.

É importante ressaltar que a soja, assim como o leite de vaca, também tem alto potencial alergênico e deve ser consumida com orientação de um nutricionista para evitar a sensibilização a este alimento, principalmente para quem já tem problemas relacionados ao consumo de leite e derivados.

Entre os benefícios do consumo de soja está ainda a redução da taxa do colesterol ruim. Os fitoestrogênios presentes na soja ainda reduzem o risco de câncer de mama e próstata, segundo alguns estudos.

A soja pode ajudar a aliviar os sintomas da falta de hormônio da menopausa e prevenir a osteoporose. Além disso, as fibras presentes na soja auxiliam no funcionamento do intestino e redução dos níveis de glicose dos diabéticos.

Cuidados no consumo de iogurte de soja

Independente do produto – leite, proteína ou iogurte de soja -, alguns cuidados são necessários no consumo desses alimentos, até por que a soja só nos é oferecida de forma industrializada.

O primeiro ponto é consumir a soja com moderação, assim como é recomendado a todos os alimentos. Além disso, é preciso sempre ficar atento ao prazo de validade de todos os produtos. Verifique também na embalagem a presença de corantes, conservantes, entre outros químicos.

Tente se certificar que o produto é fabricado com grãos que não sejam geneticamente modificados, e por fim, assim como o leite de vaca, cabra e outros, existem pessoas alérgicas ao leite de soja. Se você ficou a fim de experimentar o iogurte de soja, o recomendado é consumir uma pequena quantidade, caso for a primeira vez.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros