[the_ad_group id="16401"]
Estética

Veja como tirar estrias em 5 tratamentos

Por Redação Doutíssima 15/04/2015

Embora não exista um método 100% eficaz para tirar estrias, muitos tratamentos são capazes de melhorar a sua aparência. Essas cicatrizes da pele, associadas com gravidez, obesidade, puberdade e ganho de peso, podem se tornar um grande problema para muitas pessoas, principalmente as mulheres.

A gravidez é a principal causa por trás das estrias, mas outras razões para o seu surgimento são o ganho ou a perda súbita de peso, o crescimento rápido, os fatores hereditários, o estresse e as mudanças nas condições físicas.

tirar estrias

Ainda não existe no mercado um método 100% eficaz para tirar estrias. Foto: iStock, Getty Images

Como tirar estrias

As estrias são formadas devido ao rompimento das fibras elásticas e do colágeno da pele. “Ocorre principalmente quando há um estiramento da pele. Esse processo faz com que linhas apareçam na região, causadas pela diminuição da espessura da derme e epiderme”, explica Adriana Meneses, médica nutróloga da clínica Slim Form.

Assim como outros tipos de cicatrizes, é possível amenizar a sua aparência com muitos tratamentos, mesmo que nem sempre eles possam tirar estrias completamente. “As estrias sempre estarão presentes, pois são cicatrizes, mas podem ser minimizadas. Os tratamentos propostos visam diminuir as lesões deixando-as menos perceptíveis”, informa a especialista.

Os resultados destes tratamentos apresentam de 75% a 90% de melhora. Veja a seguir cinco procedimentos que ajudam a tirar estrias.

Conheça 5 tratamentos para tirar estrias

1. Carboxiterapia

Pode aumentar a quantidade de fibroblastos no local da estria. Os fibroblastos são a fonte das fibras de colágeno, que são responsáveis ​​pela elasticidade da pele.

 

O CO2 injetado na área da estria também vai ajudar a aumentar o suprimento de sangue, o que irá restaurar a pigmentação normal da pele. Segundo a nutróloga, este tratamento diminui a visibilidade das estrias.

2. Peelings químicos e mecânicos

A especialista acredita que, com o uso de peelings químicos, é possível tirar estrias porque eles aperfeiçoam a textura da pele. Aparelhos com luz pulsada, laser e rádio frequência também melhoram a aparência da pele danificada.

3. Rádio frequência

Uma das mais recentes tendências em tratamentos de estrias usa frequências de rádio para estimular a produção de colágeno. “É um aparelho bem difundido que age na melhora das fibras do colágeno e diminui a inflamação e fibrose, além de ser indolor”, explica Adriana.

4. Lipocavitação

Segundo a médica, trata-se de um aparelho de ultrassom que emite uma onda sonora inaudível, capaz de penetrar na pele e chegar até os adipócitos, células de gordura.

 

Essas ondas desestabilizam as células de gordura, causando seu rompimento e, consequentemente, a liberação da gordura que estava em seu interior. Por isso, pode melhorar a aparência da pele, ajudando a diminuir celulite e estrias.

5. Tratamentos naturais

A especialista técnica Aline Moreira de Souza, da empresa Beraca, voltada ao desenvolvimento de ativos e matérias-primas sustentáveis de alta performance para o mercado cosmético, revela que alguns ingredientes naturais ajudam a amenizar os estragos e a tirar estrias.

 

Entre eles, a manteiga de cupuaçu, que permite a recuperação da elasticidade da pele, e o óleo de semente de uva, que auxilia na regeneração da pele.

Outros ingredientes capazes de ajudar a promover a regeneração dos tecidos e o crescimento celular são o óleo de rosa mosqueta e óleo de damasco, conhecidos por possuir poder anti-inflamatório e propriedades regenerativas. Eles eliminam as linhas finas e auxiliam na restauração da elasticidade da pele.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]