A dengue já é considerada epidemia em algumas cidades do País, como em Campinas, no interior do Estado de São Paulo, onde quase 20 mil pessoas já foram infectadas. Conhecer mais sobre a doença, os tipos de dengue e o que deve ser feito em casos de infecção é dever de todos os brasileiros neste momento.

Para alertar sobre os tipos de dengue, sintomas e prevenção, o Ministério da Saúde elaborou o informativo “Dengue: aspectos epidemiológicos, diagnóstico e tratamento”. Confira agora os pontos que separamos para você.

tipos de dengue
Prevenção a dengue depende diretamente do combate aos mosquitos transmissores. Foto: iStock, Getty Images

Conheça os tipos de dengue

São conhecidos quatro diferentes vírus da dengue, classificados como tipo 1, tipo 2, tipo 3 e tipo 4. Eles são muito semelhantes e, uma vez contaminado, um indivíduo se torna resistente àquela variação do vírus.

Por exemplo, uma pessoa infectada pelo vírus tipo 1 poderá contrair a doença novamente, mas só dos vírus tipo 2, tipo 3 ou tipo 4. Uma mesma pessoa pode ter dengue até quatro vezes durante a vida.

Quando infectada por qualquer um dos vírus, uma pessoa pode ter um dos dois tipos de dengue a seguir:

Dengue clássica

 

Dos tipos de dengue, este pode ser identificado através dos sintomas: febre alta repentina, dores musculares, cansaço, dores de cabeça, erupções na pele e dores abdominais (este último principalmente em crianças).

A doença tem duração de cinco a sete dias e com a extinção da febre os outros sintomas vão regredindo aos poucos, podendo persistir o cansaço.

 

Dengue hemorrágica

 

Os sintomas iniciais da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue clássica, porém com evolução muito mais rápida. Além dos já citados, os portadores deste tipo de dengue apresentam hemorragias.

Se não identificada, a dengue hemorrágica pode levar ao choque entre o terceiro e sétimo dia de infecção. O choque tem curta duração e é capaz de levar à morte em até 24 horas se não tratado.

O diagnóstico diferencial entre os dois tipos de dengue deve ser feito em consulta médica. O exame mais comum para diferenciar a dengue clássica da dengue hemorrágica é o chamado de prova do laço, em que se avalia a visibilidade de pontos vermelhos na pele após pressão. O exame deve ser feito por um profissional capaz de identificar os sinais da doença.

 

infográfico ciclo de vida do mosquito

Como se prevenir dos tipos de dengue

A dengue é um vírus transmitido por mosquitos que se reproduzem na água. Portanto, é importante se livrar de recipientes que acumulam água da chuva para evitar a proliferação do inseto. Repelentes podem proteger você e a sua família das picadas, inclusive contra o mosquito da dengue.

Em caso de dúvidas, o Ministério da Saúde disponibiliza um telefone para contato: 0800 61 1997.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA