Clínica Geral

Febre alta e fraqueza podem ser sintomas da dengue

Por Redação Doutíssima 07/05/2015

É importante ficar atento aos sintomas da dengue. Esse cuidado tem justificativa. Em 2015 já foram registrados mais de 460 mil casos de dengue em todo Brasil, um alta de 240% em relação ao mesmo período do ano passado. Portanto, conhecer os sintomas e manter hábitos de prevenção podem ajudar a diminuir o crescente de casos no país.

 

A doença tem se espalhado de maneira alarmante por todas as regiões do Brasil, tanto que o Ministério da Saúde adotou estratégias para alertar a população.

Em cidades de risco e de epidemia já constatada, carros de som e uma campanha de telemarketing alertam a população sobre estarem em uma área com alto índice de ocorrência da doença, informando também sobre prevenção e sobre os sintomas da dengue.

sintomas da dengue

Febre alta, dores de cabeça e manchas vermelhas podem ser sinais da dengue. Foto:iStock, Getty Images

Até o dia 30 de abril, a expectativa é de que sejam realizadas cerca de 250 mil ligações para informar a população sobre os perigos da dengue. O Ministério da Saúde também tem usado as redes sociais para alertar sobre a gravidade da doença e métodos de prevenção.

A região mais atingida pela dengue é a Sudeste, com 66,1% dos casos, seguida pela região Centro-Oeste com 13%, Nordeste com 11,1%, Sul com 5,6% e Norte com 4,2%. A cidade de Campinas, em São Paulo, é a que apresenta o maior número de casos de dengue até o momento em 2015, com 19.720 pessoas infectadas.

Conheça os principais sintomas da dengue

Por ser uma doença com incidência alta, é importante conhecer e ficar atento em relação aos sintomas da dengue. Se você ou qualquer um de seus familiares apresentar um deles, não deixe de procurar atendimento médico.

Os sintomas da dengue mais conhecidos – e característicos da doença – são a febre alta (acima de 38 graus), as constantes dores de cabeça e na região atrás dos olhos, o cansaço excessivo, a presença de muitas dores musculares, ocorrência de náusea e vômitos e também aparecimento de manchas e erupções na pele.

 

Além disso, segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), caso ocorra o aparecimento de manchas vermelhas, sangramentos no nariz ou na gengiva, dor abdominal e vômitos recorrentes, fique alerta, pois esses podem ser sintomas de dengue hemorrágica. A SBI ressalta que esse quadro precisa de atendimento médico, já que pode ser fatal.

 

O que fazer após identificar os sintomas da dengue

Após suspeita de qualquer um dos sintomas da dengue, é preciso procurar um médico. Só ele pode, com auxílio de exames, afirmar se a pessoa contraiu a doença ou não.

A automedicação não deve ser administrada em casos de suspeita de dengue, pois não terá efeito e pode comprometer o tratamento para a doença se confirmada. Se após o início do tratamento os sintomas persistirem, consulte um médico novamente.

Segundo o Ministério da Saúde, a dengue é uma doença viral transmitida por mosquito que se espalha mais rapidamente no mundo, sendo a mais importante arbovirose que afeta o ser humano, constituindo-se em sério problema de saúde pública no mundo.

Os mosquitos transmissores da dengue são Aedes aegyptie e Aedes albopictus, insetos que se reproduzem em água parada. Uma das maiores estratégias de prevenção contra o alastramento da doença é evitar deixar água parada em recipientes.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros