Você sabe qual a função da talassoterapia? Essa palavra é de origem grega: thalasso significa “mar” e terapia significa “tratamento”. Ela utiliza as propriedades benéficas do mar e do ambiente marinho para a saúde e o bem-estar das pessoas.

 

O princípio por trás dessa terapia é que a exposição repetida ao mar e à imersão – feita em água quente, lama, argila e algas ricas em proteínas – ajudam a restaurar o equilíbrio químico natural do corpo.

talassoterapia
Terapia realizada com água do mar pode aliviar as dores e as tensões corporais. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona a talassoterapia

Acredita-se que a água do mar é a origem de toda a vida biológica, e os seus diversos metais e minerais, algas e sal são essenciais para a vida em geral. Esses componentes da água do mar são absorvidos através da pele e agem para curar corpo e mente.

 

Os elementos absorvidos vão diretamente para a corrente sanguínea. Portanto, a talassoterapia abrange uma variedade de tratamentos que envolvem água do mar. A terapia é dada de várias formas, como chuveiros de água do mar aquecida, várias aplicações de lama marinha ou de pasta de algas, ou mesmo a inalação da névoa de água do mar.

 

Esses tratamentos pretendem aumentar a circulação sanguínea e linfática do corpo, acelerar o metabolismo e promover a eliminação de toxinas. Os jatos de alta pressão de água do mar podem reduzir a tensão da parte de trás e dos ombros, e limpar a pele e os poros.

 

Benefícios da talassoterapia

A talassoterapia é um tratamento de cura antigo e baseia-se na descoberta científica que nosso sangue é quase quimicamente idêntico à água do oceano.

Assim, o tratamento visa a absorção de uma alta concentração de nutrientes vitais, vitaminas e minerais que, como resultado, aumentam a circulação, reduzem a inflamação, a vermelhidão e a dor, dando um estado mais equilibrado para a mente e corpo.

Os benefícios incluem: tonificação da pele e hidratação; equilíbrio hormonal; aumento da circulação; alívio da dor; alívio de tensões; corpo e mente em equilíbrio; aumento do metabolismo; desintoxicação e melhor sono.

Além de todos esses benefícios, esse tipo de terapia tem sido indicado para o alívio da fibromialgia – síndrome reumática, que acomete mais as mulheres e pode causar muita dor, fadiga e distúrbios do sono.

 

Em 2008, o periódico Rheumatology International  publicou um estudo sobre isso. Nele, constatou-se que de 46 pessoas com fibromialgia – dividas em dois grupos (piscina e mar) – os indivíduos que fizeram a terapia no mar obtiveram melhores resultados no alívio dos sintomas, além de benefícios no emocional.

 

Escolher um bom spa é fundamental

Apesar da talassoterapia ser uma modalidade holística de promoção da saúde e do bem-estar do corpo e da mente, deve ser devidamente conduzida por um bom terapeuta.

 

Os riscos de talassoterapia são poucos e não tão significativos em comparação com as suas vantagens para a saúde humana. O erro mais comum feito durante a sessão de terapia é a utilização do dispositivo de pulverização de jato pressurizado.

Esse dispositivo pode causar traumas ao paciente quando usado de forma errada, por isso, é muito importante certificar-se de que o terapeuta sabe o que está fazendo. O praticante deve também manter o foco e alerta durante toda a duração da sessão da terapia para evitar problemas de saúde.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA