Gestante

Jogos infantis educativos estimulam o aprendizado

Por Redação Doutíssima 11/05/2015

Se você desconhece a importância dos jogos infantis educativos, está na hora de se informar a respeito. Ensinar por meio da diversão é uma das ferramentas mais utilizadas pelos professores em sala de aula nos dias de hoje. Envolver o aluno em uma atividade lúdica, ao mesmo tempo em que ele absorve conteúdo ou desenvolve seu potencial, é uma estratégia fundamental.

Trata-se de um instrumento pedagógico utilizado em todos os níveis de ensino, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

“No momento de planejar a aula fazendo uso de algum jogo, o professor precisa ter a clareza de qual a sua intencionalidade, bem como a faixa etária e interesse do grupo”, explica a professora da Educação Básica da Escola de Aplicação da Universidade Feevale, Fernanda Gabriela Lampert.

jogos infantis educativos

Uso de jogos no ambiente escolar pode ajudar no desenvolvimento das crianças. Foto: iStock, Getty Images

Ela conta que todo jogo tem função educativa no momento em que proporciona a produção de conhecimento na sala de aula. Dessa forma, continua, os jogos infantis educativos podem ser utilizados individualmente e em grupos, bem como podem ser pensados como estratégia educativa em todos os componentes curriculares.

Jogos infantis educativos: objetivos

Para a professora, é possível entender os jogos infantis educativos como tendo funções lúdica e educativa simultaneamente. “Lúdica, uma vez que a criança tem prazer ao jogar, sua curiosidade é estimulada e jogar desenvolve seu raciocínio lógico. Já a função educativa, está atrelada ao conhecimento produzido”, comenta Fernanda.

Contribuições de pensadores da área da educação, como Vygotsky, salienta Fernanda, indicam que a aprendizagem acontece por meio de interações, dessa forma os jogos infantis educativos têm influência significativa no desenvolvimento da criança, uma vez que acontece essa interação.

“No que diz respeito ao uso de jogos educativos, acredito que podem e devem ser utilizados em diferentes situações, não apenas no período de alfabetização, pois ele oportuniza aprendizagens de uma forma lúdica”, salienta a educadora.

 

Ainda citando o pensador Vygotsky, a professora fala da participação da família no processo de aprendizagem por meio dos jogos infantis educativos. Segundo Vygotsky, no desenvolvimento da criança, a brincadeira tem papel importante, uma vez que o aprendizado acontece por interações. E por que não incluir a família?

“Dessa forma, a criança vivencia situações de produção de conhecimento no contexto familiar, com momentos significativos de aprendizagens. O que é importante de ser observado é que o jogo no contexto familiar tem uma função mais lúdica, empírica; na escola, o objetivo do jogo transcende o lúdico”, conclui Fernanda

Três exemplos de jogos infantis educativos

Para exemplificar o uso de jogos, vamos focar em determinada etapa de ensino. Quando pensamos em alunos da Educação Infantil, o jogo da memória, quebra-cabeça e lego podem ser utilizados como estratégia para trabalhar cooperação.

Quando falamos de alunos que estão em processo de alfabetização, a professora pode utilizar-se de jogos como jogo da memória (com imagens e palavras), e durante a brincadeira, fazer a intervenção para que as crianças desenvolvam a consciência fonológica.

“O que quero dizer é que dependendo do objetivo do professor, o jogo educativo desenvolverá determinada produção de conhecimento. Convém frisar, ainda, que o jogo não necessariamente precisa ser algo concreto; podemos fazer jogos de ou com palavras”, arremata a professora.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros