Pesquisadores da universidade do Texas, nos Estados Unidos, descobriram que o consumo de duas à três taças de café por dia (o equivalente à 85 e 170 miligramas) reduz em até 42% os riscos da tão temida disfunção erétil, popularmente conhecida como impotência sexual. De acordo com os cientistas, somente os homens diabéticos não poderiam se beneficiar dessas vantagens da cafeína.

 

Mais benefício da cafeína

 

Muitos estudos já haviam comprovado que o café é um ótimo aliado da saúde e que ele possui propriedades importantes para a prevenção do mal de Alzheimer, de Parkinson, do câncer do figado, do diabetes, da AVC, e no estímulo da atividade cerebral. Mas graça a uma pesquisa feita por cientistas norte americanos, o café foi relacionado à baixa dos riscos de disfunção eréril nos homens.

 

cafeína
Três taças de café podem diminuir o risco de impotência sexual dos homens.

 

Os pesquisadores estudaram as análises clínicas feitas em cerca de 4 mil homens, levando em consideração o número de café, chá, refrigerante e bebidas energéticas que eles consumiam. Os resultados mostraram que os homens que beberam entre 85 mg e 170 mg de cafeína por dia tiveram 42% menos chance de risco de impotência que aqueles que não consumiram a substância.Os homens que ingeriram uma dose maior, entre 171 mg e 303 mg tiveram os riscos diminuídos para 39%.

 

Efeitos similares foram encontrados em homens obesos e com pressão alta. No entanto, os pesquisadores não encontraram nenhum efeito benéfico da cafeina em homens que sofrem de diabetes. Vale ressaltar que o diabete é um dos maiores causadores de impotência dos homens.

 

 

cafeina

 

 

“A cafeína ativa uma série de efeitos farmacológicos que conduzem ao relaxamento das artérias helicinas do pênis e do músculo liso cavernoso, favorizando assim o aumento da circulação sanguínea do pênis“, explica Dr. David S. Lopez, autor principal do estudo.

 

O que é disfunção erétil?

 

A disfunção erétil, mais conhecida como impotência sexual, é a incapacidade constante ou reincidente de ter uma ereção peniana que permita uma relação sexual. Por conta do constragimento dos homens, esse problema foi visto como tabu durante muitos anos.

 

Existem diferentes fatores que levam o homem a ter impotência sexual. O emocional é, sem dúvida, o principal responsável por esse problema. Ele representa cerca de 70% dos casos. Outras disfunções  orgânicas de origem arterial e hormonal, assim como alterações na anatomia do pênis podem também ser a origem da impotência.

 

cafeína
No Brasil, cerca de 10 milhões de homens sofrem com a impotência sexual.

 

Em 1974, a Organização Mundial da Saúde (OMS) sinalou a importância da saúde sexual para o bem-estar o qual cada indivíduo tem direito. De acordo com dados da OMS, a impotência sexual atinge cerca de 4% dos homens com mais de 50 anos, e sua incidência aumenta para 47% naqueles com mais de 75 anos. Esses números representam cerca de 155 milhões de homens.

 

No Brasil, os casos de disfunção erétil atinge aproximadamente 10 milhões de homens. Levando em conta a população adulta acima de 18 anos, estima-se que 52% dos homens têm algum grau de impotência sexual: 10% representam os casos graves; 25%, os de disfunção moderada e 17%, os de disfunção mínima.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA