Clínica Geral

Estresse pode evidenciar sintomas da doença de Addison

Por Redação Doutíssima 21/05/2015

Se você não sabe o que é a doença de Addison, entenda que quando ela ocorre, o corpo gera quantidades insuficientes de certos hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais. Também chamada de insuficiência adrenal, ela aparece em todas as faixas etárias e em ambos os sexos.

 

O que é a doença de Addison?

Descrita pela primeira vez pelo médico inglês Thomas Addison, em 1849, a doença de Addison também é conhecida como insuficiência adrenocortical crônica ou insuficiência adrenal primária.

doenca de addison

Fraqueza muscular e irritabilidade podem ser sinais de insuficiência adrenal. Foto: iStock, Getty Images

Para manter-se em equilíbrio, um dos recursos utilizados pelo corpo humano é o uso de hormônios que conseguem regular várias funções. Logo acima dos seus rins, existe uma a pequena glândula adrenal, que produz hormônios essenciais para uma vida saudável.

 

A insuficiência adrenal primária ocorre quando as glândulas suprarrenais não produzem o suficiente o hormônio cortisol ou, menos frequentemente, o hormônio aldosterona.

 

A função mais importante do cortisol é ajudar o corpo a responder ao estresse. Ele também auxilia a regular o uso de proteínas, carboidratos e gordura pelo corpo, bem como a manter a pressão arterial e a função cardiovascular e a controlar a inflamação.

 

A aldosterona, por outro lado, ajuda os seus rins a regularem a quantidade de sal e água em seu corpo – a principal forma de manter a pressão sanguínea sob controle. Quando os níveis de aldosterona são muito baixos, seus rins não conseguem manter os níveis de sal e água em equilíbrio.

 

1. O que causa a doença de Addison?

A doença de Addison ocorre quando o córtex é danificado e não produz alguns hormônios em quantidades adequadas. Essa condição geralmente é o resultado de uma doença autoimune, ou seja, quando o organismo ataca a si mesmo.

Por razões desconhecidas, seu sistema imunológico vê o córtex adrenal como algo perigoso. Outras causas para insuficiência da glândula adrenal podem incluir:

– Tuberculose

– Outras infecções nas glândulas adrenais

– Propagação do câncer para as glândulas suprarrenais

– Sangramento nas glândulas suprarrenais

 

2. Quais os sintomas?

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem), os sintomas da doença de Addison geralmente desenvolvem-se lentamente e ao longo de vários meses. Entretanto, um estresse adicional, causado por outra doença ou até mesmo um acidente, é capaz de provocar o agravamento dos sintomas, que podem incluir:

 

– Fraqueza muscular e fadiga

– Perda de peso e diminuição do apetite

– Escurecimento da pele (hiperpigmentação)

Pressão arterial baixa e até mesmo desmaios

– Baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia)

– Náuseas, diarreia ou vômitos

– Dores nas articulações e musculares

– Irritabilidade

– Depressão

– Perda de pelos no corpo ou disfunção sexual em mulheres

 

Como tratar a doença de Addison?

A insuficiência adrenal primária é tratada com medicamentos que substituem os hormônios que faltam no organismo. A medicação deve ser administrada para o resto da vida. Com o tratamento, os sintomas são controlados e a maioria das pessoas segue uma vida normal e saudável.

 

No entanto, há risco de um súbito agravamento dos sintomas, chamado de crise adrenal. Isso acontece quando os níveis de cortisol em seu corpo caem significativamente. Os sintomas dessa crise incluem dor na parte inferior das costas, abdômen ou pernas, vômitos e diarreia severa, levando à desidratação, pressão baixa, perda de consciência e hipercalcemia.

 

Uma crise adrenal é uma emergência médica e, se não tratada, pode ser fatal. Se você ou alguém que você conhece tem insuficiência adrenal primária e está experimentando esses sintomas graves, chame uma ambulância.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros