Sexualidade

Filmes eróticos ajudam a esquentar a relação

Por Redação Doutíssima 21/05/2015

Apesar da classificação oficial ser de romance, o filme 50 Tons de Cinza é um dos filmes eróticos mais falados nos últimos tempos. Baseado em um livro de mesmo nome, escrito por E. L. James, a história traz romance, sexo e fetiches de uma maneira pouco vista antes no cinema.

 

O filme ultrapassou a marca dos US$ 500 milhões arrecadados em bilheterias ao redor do mundo. A história também quebrou o tabu de que cenas picantes de sexo só devem aparecer em filmes pornôs ou filmes cults que não chegam às grandes telas.

filmes eroticos

Prazer na cama pode ser conquistado com filmes que tenham conteúdo erótico. Foto: iStock, Getty Images

A onda do erotismo tem tudo para expandir e ganhar mais espaço na vida das pessoas, podendo apimentar as relações. Pelo seu estilo mais sugestivo do que explícito, filmes eróticos podem ajudar a aumentar a tensão sexual e explorar a imaginação e as vontades do casal.

Diferença entre filmes eróticos e pornôs

Filmes pornôs são caracterizados pela nudez e detalhes explícitos do ato sexual. As cenas são bem gráficas, não deixando muito espaço para a imaginação. Em sua maioria, não há um desenvolvimento da trama, que fica focada no ato sexual entre os atores.

Já o filme erótico tem poucas ou nenhuma cena explícita, deixando espaço para a imaginação do público trabalhar. Normalmente, há uma história que leva ao ato sexual e continua após o término da interação íntima entre os personagens.

Os filmes eróticos têm um apelo mais artístico, valorizam o corpo (tanto do homem quanto da mulher) e exploram, de maneira mais sutil, padrões de beleza mais livres do que os encontrados na maioria dos filmes pornôs. Ambos os tipos de filmes citados podem esquentar a relação, é apenas uma questão de gosto.

Como incluir filmes eróticos na sua vida de casal

Segundo uma pesquisa realizada pela Playboy TV, 78% das 1.660 pessoas entrevistadas afirmaram que consumir produto erótico, como é o caso dos filmes, serve para apimentar a relação sexual dos parceiros.

Trazer novidades para as relações íntimas do casal geralmente tem impacto positivo. Mas, antes de apertar o play, é importante ajustar as expectativas e saber o que vai trazer excitação ao invés de sensações ruins.

Descubra, junto com o seu parceiro, o que vocês dois gostam e encontrem opções de filmes eróticos que explorem as temáticas e preferências dos dois. Um exemplo é o filme citado acima, 50 Tons de Cinza, que explora aspectos de sadomasoquismo, uma tática de sedução que nem sempre agrada a todos.

O mais legal de ver filmes desse tipo junto com seu parceiro é buscar inspirações para esquentar ainda mais o clima a dois. Técnicas, cenas, estratégias e fantasias podem surgir como inspiração de um filme erótico para a sua vida real.

Quer surpreender o seu parceiro ou parceira? A dica é convidar para aquele cineminha em casa sem contar que tipo de filme você escolheu. Deixe a imaginação e a vontade rolar, aperte o pause para não perder a história e tenha suas próprias aventuras eróticas.

Filmes eróticos para ver a dois: 50 Tons de Cinza (2015); Azul é a Cor Mais Quente (2013) ; Último Tango em Paris (1972); Nove e Meia Semanas de Amor (1986); Sexo, Mentiras e Videotape (1989); De Olhos Bem Fechados (1999); Ninfomaníaca (parte I e II) (2013); Amor Sem Pecado (2013); Loucos de Paixão (1990); Mata-me de Prazer (2002) e Shortbus (2005).

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros