O Ministério da Saúde anunciou em meados de maio a prorrogação da campanha nacional de vacinação contra gripe em todo o país até o dia 5 de junho. Isso porque a meta de vacinar 80% dos 49,7 milhões de brasileiros considerados público-alvo da campanha não foi atingida até 22 de maio, data inicial do encerramento.

A gripe é uma doença muito fácil de ser confundida com resfriados. Ambos têm como sintomas a congestão das vias aéreas, dores no corpo e de cabeça. Mas a gripe atinge de forma mais severa o sistema imunológico, podendo levar casos de pneumonia e causar mortes. Além disso, vem acompanhada por febre alta por três ou quatro dias, enquanto o resfriado pode apresentar febre, mas baixa e por pouco tempo.

vacinação contra gripe
Vacinação contra gripe foi prorrogada no Brasil até o dia 5 de junho. Foto: iStock, Getty Images

Atualizada anualmente, a vacina contra gripe é uma medicação administrada de modo intravenoso por meio da injeção. A “versão” distribuída em 2015 é capaz de proteger o corpo de três subtipos do vírus influenza (vírus da gripe), inclusive o H1N1, conhecida popularmente como gripe A.

De acordo com o Ministério da Saúde, o mês de maio é ideal para a imunização da população. A vacina leva em média duas ou três semanas para que o organismo produza os anticorpos capazes de proteger contra a doença. Por isso, a vacinação contra gripe deve ser feita antes do início do inverno, época de maior ocorrência da doença.

O medicamento oferecido na campanha de vacinação contra gripe é feito com os vírus do tipo influenza fragmentado e morto. Assim, o organismo de quem for imunizado criará anticorpos contra o vírus de verdade, transmitido pelo ar e pelo contato com pessoas infectadas.

Quem pode fazer a vacinação contra gripe

Toda a população a partir de seis meses de idade já pode ser imunizada contra a gripe. Mas o Ministério da Saúde dá preferência e oferece gratuitamente a vacina para os grupos de risco, considerados mais vulneráveis à doença.

Têm prioridade mulheres que tiveram filhos há 45 dias, doentes crônicos, crianças entre seis meses e 5 anos de idade, idosos acima de 60 anos, trabalhadores da área da saúde, gestantes, povos indígenas, presos e funcionários do sistema prisional.

Onde fazer a vacinação contra gripe

Se você faz parte do grupo de risco, pode participar da vacinação contra gripe até o dia 5 de junho. Para receber a dose, você precisa comparecer a um dos postos de saúde, Unidades Básicas de Saúde ou Unidade de Pronto Atendimento participantes com seu cartão de vacinação e documento de identificação com foto.

Portadores de doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais devem apresentar uma prescrição médica que explique o motivo da indicação para a vacinação contra gripe. Pacientes já cadastrados no SUS em programas de controle de doenças crônicas devem se dirigir ao posto de saúde em que foram registrados, sem a necessidade de prescrição médica.

Quem não faz parte dos grupos de risco e mesmo assim quer estar imunizado deve procurar uma clínica de vacinação particular ou conversar com seu médico de confiança.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA