[the_ad_group id="16403"]
Gravidez e Filhos

Freio lingual é examinado durante o Teste da Linguinha

Por Redação Doutíssima 01/06/2015

Muitas crianças nascem com freio lingual, uma pequena faixa de pele que faz a ligação da língua com a parte inferior da boca. Isso pode causar alguns problemas, como a dificuldade da fala. Porém, essa condição é diagnosticada facilmente através do Teste da Linguinha, e resolvida através de um simples procedimento.

 

Freio lingual: o que é normal?

O frênulo lingual, também chamado de freio, é a pequena faixa de tecido que se estende da parte inferior de sua língua até a parte inferior de sua boca.

freio lingual

Língua presa pode ser diagnosticada em bebês através de teste feito no hospital. Foto: iStock, Getty Images

Para identificá-lo, basta ficar de frente para um espelho, abrir a boca e levantar a sua língua. Você vê uma faixa de tecido que se estende a partir de sua língua? Esse é o seu frênulo lingual.

 

Durante a gestação, o frênulo lingual serve como um guia para o crescimento da língua. Após o nascimento, a ponta da língua continua a crescer, dando a impressão de retração do frênulo, já que a língua muitas vezes apenas cresce além do frênulo.

Caso isso não aconteça, às vezes ocorre uma condição chamada de língua presa ou anquiloglossia.

 

Quando o freio lingual é um problema?

Quando o freio lingual se estende por toda a extensão da língua, é visto como um defeito congênito – a língua presa. Essa condição afeta de 4 a 11% dos recém-nascidos, e é mais comum em meninos do que meninas, sendo associada a fatores genéticos.

 

A língua está ligada à base da boca com um pedaço de pele chamado de freio lingual. Em bebês com língua presa, esse pedaço de pele é muito curto e apertado, restringindo o movimento da língua. Isso impede que o bebê tenha uma alimentação adequada e também é capaz de causar problemas para a mãe.

 

A língua presa pode afetar o desenvolvimento bucal do bebê e a forma como ele come e fala. Um dos possíveis empecilhos são problemas na amamentação, já que ela requer que o bebê mantenha a sua língua sobre a gengiva inferior ao sugar.

 

Além disso, o problema no freio lingual a afeta a capacidade do pequeno reproduzir alguns sons e, para uma criança mais velha ou adulto, pode tornar difícil a higiene bocal.

 

Importância do Teste da Linguinha

Desde 2014, passou a ser obrigatório o Teste da Linguinha em recém-nascidos em hospitais e maternidades das redes pública e particular. Segundo a Associação Brasileira de Motricidade Ortofacial (Abramo), o exame detecta se há algum tipo de anormalidade no freio lingual, inclusive a língua presa.

 

Através desse teste, o médico avalia a condição do frênulo e diagnostica eventual problema associado a ele. Se o especialista notar algum tipo de anormalidade, prescreve um tratamento.

 

O tratamento para a língua presa é controverso. Alguns médicos recomendam corrigir o frênulo imediatamente, enquanto outros preferem esperar para ver se o problema diminui com o tempo.

É que ele pode soltar-se ao longo do tempo, resolvendo o problema – mas em outros casos, a língua presa persiste, e o tratamento cirúrgico pode ser necessário.

Quanto ao tratamento cirúrgico, chama-se frenulectomia. Ele consiste em remover parte do frênulo da língua. Algumas vezes, esse procedimento é feito no consultório com anestesia local.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]