A adolescência é a fase da vida que representa a maior parte das mudanças no corpo de um indivíduo. As conhecidas alterações hormonais acontecem no meio emocional e físico, afetando, principalmente, a pele dos adolescentes.

 

Alterações hormonais na pele

Espinhas, manchas, acne, cravos, pelos, alteração no contorno do corpo, redistribuição da gordura no corpo todo, tudo isso reflete o crescimento e é sinal de que uma nova etapa começa para meninos e meninas.

alteracoes hormonais
Meninas podem sofrer com ciclo menstrual irregular e espinhas na adolescência. Foto: iStock, Getty Images

É durante a adolescência que os hormônios “borbulham” e que atuam diretamente nas glândulas sebáceas, estimulando a produção de sebo, obstruindo os poros e gerando o aparecimento de cravos. Pode acontecer desses cravos inflamarem, originando espinhas, que muitas vezes deixam cicatrizes.

E entre as alterações hormonais mais comuns, e que geram mais reclamações nos consultórios de dermatologia estão, justamente, as espinhas. Trata-se de uma reclamação mais frequente tanto por parte de meninos quanto de meninas. Mas não é somente a produção excessiva de sebo que causa o surgimento da acne.

Excesso de maquiagem e predisposição genética também provocam o aparecimento dos indesejáveis cravos e espinhas. Higiene inadequada, proliferação de bactérias e ciclos menstruais irregulares são outros fatores.

Alterações hormonais e outras mudanças

Quando se trata exclusivamente das meninas, as principais queixas no que se refere às alterações hormonais é o ciclo menstrual e tudo o que vem junto com ele, principalmente a sua irregularidade. O ciclo é irregular especialmente no primeiro ano depois da menarca, a primeira menstruação.

Afinal, ainda há uma imaturidade muito grande do organismo da menina, especialmente no eixo hipotálamo-hipófise ovário. Caso essa irregularidade persista por mais de um ano após a primeira menstruação, a orientação imediata é que se procure um médico endocrinologista ou ginecologista.

Nos meninos, uma das alterações hormonais mais visíveis é a alteração na voz. Também acontece com as meninas, mas essa mudança é bem mais significativa entre eles.

Neles, a produção de testosterona aumenta muito e desencadeia uma série de transformações, como o crescimento da cartilagem localizada na laringe, onde ficam os músculos vocais que fazem parte da prega vocal.

É a vibração dessa prega (quando o ar que sai dos pulmões passa) que produz a voz humana. Com o crescimento da laringe, há um esticamento dos músculos vocais, que aumentam de tamanho. Assim, a estrutura vocal muda e a voz fica mais grave.

Antes da adolescência, tanto os meninos quanto as meninas têm a laringe de mesmo tamanho. É na adolescência que a deles vai crescer mais.

 

alterações hormonais 

Comportamento na adolescência

Mas não são somente as alterações hormonais que marcam a adolescência. As mudanças de comportamento também são fortes e decisivas nesse período. Geralmente, os adolescentes querem fazer parte de grupos de amigos que tenham os mesmos interesses, desejos e gostos. A proposta é ter uma identificação que diminua conflitos e promova relações amigáveis.

É comum que os adolescentes se afastem da família nessa fase, pois eles não encontram em casa o equivalente aos seus interesses sociais.

Isso costuma gerar grandes conflitos e, por isso, a compreensão dos pais é fundamental. É importante que se busque o diálogo, como forma de mostrar o caminho e as responsabilidades da vida adulta que se aproxima.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA