Dica do Nutricionista

Cuidado com o shoyu: excesso do molho traz riscos à saúde

Por Redação Doutíssima 07/08/2015

O shoyu é um molho utilizado principalmente pelos amantes da culinária japonesa, mas também usado em outros pratos e saladas. Apesar de ter benefícios, ele também esconde alguns riscos, que fazem com que seu consumo deva ser moderado, principalmente para algumas pessoas.

 

Saiba mais sobre o shoyu

Quem é fã de sushis, temakis e outras iguarias japonesas já está acostumado a pedir o shoyu para completar a experiência. Normalmente, ele é servido ou oferecido em pequenos recipientes onde é possível molhar as peças, mas há quem mergulhe o alimento exageradamente e acaba abusando na sua ingestão.

 

Mas essa não é a única forma de utilização do shoyu. Ele também serve para temperar saladas, onde junto com alimentos saudáveis, não está livre de virar vilão se a quantidade passar da medida. Se além dele ainda for acrescentado sal, a situação fica ainda pior.

shoyu

Alta concentração de sódio do shoyu traz complicações à saúde. Foto: iStock, Getty Images

E as formas de preparo não param por aí. As carnes também têm possibilidades de uso do molho em suas receitas, aumentando as chances de acumular problemas à saúde com apenas um prato.

 

O molho shoyu é um derivado da soja que possui benefícios como proteínas, ferro, cálcio e vitaminas, em especial as do complexo B. “A soja e derivados têm ação antioxidante e auxiliam a prevenir doenças como osteoporose, câncer de mama e também de colo de útero”, explica a nutricionista Sarah Wink Almeida.

 

O que complica o excesso de consumo de shoyu é a sua composição. A forma como ele é produzido já diz muito: o molho é obtido a partir da fermentação dos grãos de soja com trigo ou cevada e sal. “Por isso a quantidade de sódio é muito elevada”, relata a nutricionista.

 

Por essa razão o consumo de shoyu deve ser moderado, especialmente por hipertensos, já que a ingestão excessiva do sódio está relacionada a doenças cardiovasculares e aumento da pressão arterial. O sal também contribui para a retenção de líquidos.

 

Shoyu tem substituto?

Em termos de sabor, afirma a nutricionista, o shoyu pode ser usado no lugar do sal em algumas preparações, por conferir gosto e aroma característicos aos alimentos. Já substituí-lo não é tão fácil.

 

Há quem sugira o vinagre balsâmico como alternativa, que pode ser usado especialmente em saladas, ou ainda para marinar. O condimento é recomendado por exaltar o sabor e aroma em pratos com carnes. Também é considerado ótimo antioxidante, entre outros benefícios.

 

A nutricionista, no entanto, diz que não há produto que substitua o sabor do shoyu. “Uma possibilidade de alternativa são as versões light, que possuem menor teor de sódio. E ao utilizar shoyu, pode-se deixar de lado o sal também”, recomenda.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros