Dica do Nutricionista

Comer feijão engorda ou emagrece? Conheça mitos e verdades

Por Redação Doutíssima 23/08/2015

A combinação de arroz e feijão é típica no prato dos brasileiros. Em um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano de 2011, cada entrevistado consumia, em média, 182 gramas da leguminosa por dia. Mas será que esse é um hábito saudável?

 

A nutricionista Joice Soares garante: o feijão é rico em carboidratos, proteínas vegetais, minerais como ferro, cálcio, zinco e potássio, vitaminas do complexo B e fibras. Por conta disso, proporciona inúmeros benefícios à saúde.

feijao

Se consumida com moderação, leguminosa pode evitar anemia e auxiliar no emagrecimento. Foto: Shutterstock

O feijão é uma ótima fonte proteica para vegetarianos, ajuda a prevenir anemia e também pode auxiliar  na redução da pressão arterial e do colesterol”, sublinha ela. Além disso, o consumo do grão aumenta a imunidade e pode melhorar o funcionamento do intestino.

Feijão: como consumir?

Segundo a nutricionista, o feijão deve, sim, estar presente no cardápio. “Acredito que hoje muitas pessoas substituam a leguminosa por alimentos industrializados, ricos em gorduras e sódio”, reprova ela.  

Joice explica que esse grão, além de ser muito nutritivo, é um alimento relativamente barato, de fácil preparo e que proporciona muitos benefícios. É preciso ter um cuidado especial, no entanto, em relação às quantidades. Uma porção ao dia é suficiente.

“A dica é consumir no almoço ou jantar. Mas as pessoas com problemas de digestão, ou que dormem logo após a janta devem, preferencialmente, optar pelo consumo na hora do almoço, para que não se sintam pesadas”, aponta a especialista.

Para potencializar a absorção do ferro presente nessa leguminosa, é possível lançar mão de alguns truques. “Podemos acrescentar alimentos ricos em vitamina C, tanto no tempero, como através de complementos na refeição”, indica Joice.

Para isso, a nutricionista conta com algumas dicas bem pontuais: temperar com salsinha fresca e pimentão, fazer uma salada de tomate e repolho cru como acompanhamento, comer uma fruta rica em vitamina C, como abacaxi, goiaba ou laranja de sobremesa e, até mesmo, tomar um suco de limão ou acerola.

Feijão: mitos e verdades

Há vários superstições em relação ao consumo dessa leguminosa. Afinal, ela pode engordar ou causar gases? De acordo com a nutricionista, tudo depende da quantidade em que é consumida.

“Vejo muitas pessoas retirando ele por conta própria da dieta, achando que isso vai fazer emagrecer. Mas se comer o feijão com moderação, entre uma e duas conchas ao dia, a pessoa não vai engordar”, salienta ela.

Joice destaca que, no processo de emagrecimento, tudo depende das calorias consumidas ao dia. Segundo ela, a leguminosa pode, até mesmo, ajudar a emagrecer, pois contém uma proteína chamada de faseolamina, que auxilia na diminuição dos níveis de açúcar no organismo. É excelente para quem está controlando o peso.

Além disso, conta com um amido resistente em sua composição, fazendo com que o corpo gaste mais calorias no decorrer da digestão. Isso sem falar que contém altos níveis de ferro, que contribuem com a sensação de saciedade, evitando que a fome volte rapidamente.

A nutricionista aponta que as pessoas com problemas de ácido úrico alterado ou insuficiência renal devem consumir a leguminosa com moderação. “Nesses casos, a quantidade recomendada deve ser avaliada particularmente”, adverte ela.

Determinadas pessoas, confirma Joice, podem sentir inchaço e ter a sensação de gases após o consumo desse alimento. “Isso ocorre porque ele contém carboidratos que não são totalmente digeríveis e que acabam ficando no aparelho digestivo, fermentando”, explica.

Mas há uma solução. A nutricionista recomenda deixar os grãos de molho na água por cerca de 12 horas antes do cozimento. “Isso ajuda a amenizar as substâncias que provocam os gases”, conclui.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros