Pele

Manchas no bumbum: saiba quais as causas e como tratá-las

Por Redação Doutíssima 31/08/2015

Manchas no bumbum são comuns, mas não há motivo para se preocupar com elas. Podem ser avermelhadas e ter a aparência de uma espinha quando inflamadas, mas especialistas indicam que não é possível ter acne nessa região. Por isso, na maioria dos casos, elas estão ligadas aos folículos pilosos e você é capaz de tratá-las em casa.

 

Formação de manchas no bumbum

Muitas manchas nas nádegas começam como inflamação ou infecção em um folículo piloso, situação conhecida como foliculite, que muitas vezes evolui para células da pele nas proximidades. O acúmulo de células inflamadas e o óleo produzido pelas glândulas sebáceas provocam uma espinha. O processo pode envolver um único folículo ou vários de uma vez.

manchas no bumbum

O atrito da roupa com a pele pode causar inflamação dos folículos pilosos no bumbum. Foto: Shutterstoc

Conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a foliculite, na maioria das vezes, envolve apenas as camadas superficiais do folículo piloso. A infecção em um folículo bloqueado é capaz de progredir para camadas mais profundas, ou afetar as camadas da pele que o cercam.

Do mesmo modo, a infecção que começa na pele exterior de um folículo de cabelo pode viajar para os tecidos circundantes.

 

Independentemente do local da infecção na pele, é possível ter um pus no ponto, que pode ser drenado sem tratamento. Se a inflamação ou infecção vai mais longe e profundamente, a espinha pode formar um doloroso furúnculo ou desaparecer ao longo do tempo.

 

Especialmente em pessoas de pele mais escura, o processo inflamatório ou infeccioso causa produção de melanina, cujo aumento conduz à hiperpigmentação. Para essas pessoas, a área também pode ficar mais escura.

 

Causas da foliculite

Bactérias e fungos se alimentam de células mortas da pele, e podem infectar o folículo através da abrasão depois de arranhar a pele devido à coceira. Como a acne em seu rosto, sujeira, células mortas da pele ou produtos, muitas vezes, obstruem seu folículo de cabelo, impedindo o sebo de sair. Aí o folículo se torna inflamado e uma manchinha vermelha pode surgir.

 

Além da infecção, as manchas no bumbum, em alguns casos, ocorrem em razão de atrito da roupa com a pele, ficar muito tempo sentado, dormir com roupa de cama suja, usar esteroides por períodos prolongados. Colaboram ainda reações alérgicas e fatores ambientais.

 

Entre o grupo de risco para as manchas no bumbum devido à foliculite, estão pessoas obesas, que tendem a suar e ficar com suas roupas úmidas. As pessoas com diabetes têm risco aumentado de infecções cutâneas, assim como mulheres com distúrbios hormonais – que tendem a ter pele oleosa.

 

Como tratar e prevenir manchas no bumbum

As manchas no bumbum podem desaparecer sem qualquer tratamento se a pele não for machucada. Com alguns cuidados básicos, é possível evitar e tratar a formação da foliculite e também das manchas. Veja alguns deles:

 

– Compressas quentes diminuem a inflamação

– Mergulhe em uma banheira de água morna de 15 a 20 minutos, adicionando uma pequena quantidade de sais de Epsom ou vinagre

– Lave-se suavemente com um sabonete antibacteriano ou solução antisséptica

– Faça esfoliação com ácido salicílico 2%, capaz de dissolver as células da pele e ajudar a desobstruir os folículos pilosos

– Mude sua roupa de cama com frequência

– Mantenha a pele seca

– Tente evitar óleos, pomadas ou vaselina, substâncias capazes de entupir os poros

– Se você andar de bicicleta ou sentar-se por um longo tempo, prefira roupas confortáveis

– Use roupas íntimas de algodão

– Para prevenir a infecção bacteriana ou as manchas no bumbum, evite espremer as espinhas ou esfregar a pele

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros