Muitos pais lembram com saudade de brincadeiras antigas como adedanha, amarelinha, pular corda ou esconde-esconde, e se perguntam o motivo pelo qual muitas crianças de hoje não se interessam por elas. Pois saiba que isso pode ser diferente, bastando que os pais estimulem seus filhos a descobrir novas formas de brincar utilizando métodos capazes de auxiliar no aprendizado e na forma física.

 

Como estimular as crianças

As crianças de hoje costumam passas suas horas livres na frente de computadores, televisão ou videogame. É sabido que isso pode estimular hábitos ruins nos pequenos, como o sedentarismo. Segundo um estudo da Universidade Deakin, da Austrália, o grande tempo que crianças e adolescentes passam assistindo televisão é uma preocupação real e pode estar relacionada com aumento da taxa de obesidade.

adedanha istock getty images doutíssima
Adedanha é excelente para estimular questões como o raciocínio rápido das crianças. Foto: iStock, Getty Images

Por isso, é importante estimular os pequenos a optarem por outras formas de jogos, preferencialmente aqueles que estimulem mais sua mente e também seu corpo. Caso você não tenha muito tempo durante a semana para isso, reserve algumas horas do final de semana para tentar tirá-las da frente dos eletrônicos.

 

As brincadeiras em grupo também contribuem bastante para o desenvolvimento social. Muitas crianças têm problemas de timidez ou até mesmo deficiências físicas que as inibem de se relacionar com outras da mesma idade. Caso você perceba que seu filho esteja passando por dificuldades em fazer novas amizades, procurar um grupo de crianças no parque e convidá-lo para participar da brincadeira é uma ótima forma de começar essa inclusão.

 

Adedanha e outros brincadeiras antigas 

A adedanha é uma ótima brincadeira para aqueles dias de chuva, em que é inviável sair de casa e você não se sente à vontade de censurar o tempo que seu filho está na frente de uma tela de televisão ou computador. Esse jogo é excelente para ensinar várias questões ao pequeno, incluindo alfabeto, raciocínio rápido e enriquecimento do vocabulário.

 

As regras são simples. São definidos vários temas como animais, cidades, cor, carros, entre outros. Escolhe-se uma letra do alfabeto e, a partir dela, a criança deve inserir um nome de cada de tema que a tenha como inicial. Ganha que terminar a planilha primeiro.

 

É possível ainda ensinar outras brincadeiras para as crianças que independem das condições climáticas. Há outros jogos capazes de estimular a imaginação e o raciocínio, como jogo da velha e cruzadinhas, por exemplo. Caso o tempo esteja bom, saia para fora de casa e brinque de pega-pega, pular corda ou esconde-esconde, opções clássicas que certamente irão agradar e que, de certa forma, são uma ótima alternativa de exercício.

 

A queimada também uma ótima opção. Basta convidar os amigos do seu filho e dividi-los em duas equipes. Com uma pequena bola macia, uma das crianças deve tentar jogar a bola abaixo da cintura de um membro da equipe oposta. Quando acertar, a pessoa atingida está fora. Ganha a equipe que tiver a última pessoa remanescente.

 

Para quem deseja passar mais tempo e interagir com as crianças, há ainda os jogos de tabuleiros clássicos. Algumas opções são jogo de damas ou xadrez que, além de serem divertidos, estimulam o raciocínio lógico dos pequenos.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!