[the_ad_group id="16401"]
Dica do Nutricionista

Saiba quais são as consequências dos excessos alimentares

Por Redação Fortíssima 30/12/2015

Mesmo quem não segue dietas específicas está sujeito aos excessos alimentares, principalmente após as festas de fim de ano. O fígado, por exemplo, é um dos órgãos mais atingidos, tanto pela comida quanto pela bebida. Por mais tentador que seja, é preciso controlar a gordura e o álcool.

Veja a seguir como fugir do exagero ou reparar o estrago do dia anterior.

excessos alimentares doutíssima istock getty images

Quando o corpo recebe muita energia de uma vez só, a tendência é acumular a parte gordurosa. Foto: iStock, Getty Images

Consequências dos excessos alimentares para o organismo

Para aqueles que estão em dieta, o “dia do lixo” é aquele momento da semana em que se permite ingerir o que está com vontade. Muitas vezes, a oportunidade pode causar danos ao organismo que está no início de uma adaptação à nova alimentação.

Segundo a nutricionista Renata Rodrigues, quando nosso corpo recebe muita energia de uma vez só, independente de onde vier, seja carboidratos, proteínas ou gordura, a tendência é acumular a parte gordurosa. De acordo com ela, isso acontece porque o organismo não aguenta processar todos os exageros em uma única digestão.

“Quando você vai ao supermercado em horários de pico, as filas dos caixas não estão sempre lotadas? Acontece a mesma coisa com o nosso corpo. Os caixas, que são nosso metabolismo, não conseguem dar conta de tanta informação. Então começam a aparecer as filas, que são todos os alimentos que o organismo não conseguiu processar”, explica.

Entretanto, as filas não somem com o tempo. Renata afirma que o exagero transforma-se em gordura, e consequentemente, você ganha peso. “É por isso que sempre digo: é melhor comer um pãozinho por dia do que dez de uma vez, pois o corpo lida muito melhor com quantidades moderadas de energia que uma avalanche de calorias”, garante.

Além disso, com a chegada do verão, a perda de líquido se torna maior e o desequilíbrio no consumo de bebidas pode levá-lo a uma desidratação preocupante.

Como evitar e reverter o exagero

Não somente com frutas, legumes e verduras é possível recuperar o organismo. Apesar de serem alimentos mais leves e de fácil digestão, outros hábitos podem ajudá-lo a evitar os excessos alimentares. Confira abaixo quatro dicas para manter o foco na dieta.

  1. Hidrate-se

Ingerir pelo menos dois litros de água por dia auxilia o sistema linfático do organismo, assim como a digestão dos alimentos. O líquido influencia na formação do bolo fecal e também ajuda na reestruturação das funções quando ocorrem exageros de comida e, principalmente, bebida alcoólica.

  1. Não pule a primeira refeição do dia

Mesmo que tenha exagerado no dia anterior e acorde sem fome, é bom começar o dia com um café da manhã leve. Ajude seu organismo a voltar para o ritmo ao ingerir frutas, fibras e sucos.

  1. Vá devagar no almoço

Sirva primeiro a salada para se sentir mais satisfeito quando começar o prato principal. Escolha alimentos ricos em água, pois também atuam na hidratação do corpo.

  1. Coma à tarde

Grande parte dos excessos alimentares são provenientes de uma sensação exagerada de fome, causada por muitas horas de jejum. Por isso, é importante intermediar refeições como o almoço e a janta com um lanche moderado. Uma porção de castanhas e uma fruta são ideais. 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]