[the_ad_group id="16401"]
Motivação

Como aumentar a autoestima e melhorar a imagem que tem de si

Por Redação Fortíssima 02/01/2016

Tristeza, insatisfação e desânimo são sentimentos que afloram quando temos uma imagem negativa de nós mesmos. Mas como aumentar a autoestima? A realidade é que transformar a forma como nos enxergamos no espelho nem sempre é uma tarefa fácil. Esse processo envolve uma série de etapas, mas resulta em uma vida mais feliz.

A coach de saúde Melissa Setubal explica que autoestima é aquilo que pensamos de nossas habilidades e capacidades, no trabalho, estudo e até nos relacionamentos. De acordo com ela, para quem está buscando fazer as pazes com o corpo e recuperar a autoconfiança, nutrir a mente e a alma é essencial.

como aumentar a autoestima istock getty images doutíssima

Autoestima é aquilo que pensamos de nossas habilidades e capacidades. Foto: iStock, Getty Images

Como melhorar a autoestima: veja dicas

Se você tem dificuldades em estabelecer ações ou encontrar saídas sobre como aumentar a autoestima, Melissa conta com algumas sugestões:

  • Alimentação

Segundo a coach, todo alimento tem um benefício que nos dá mais disposição e alegria de viver. A dica, portanto, é realizar cada refeição como se o bem-estar e a vida dependessem disso, pois realmente dependem.

Ela sugere que, ao invés de cortar os doces e se proibir de comer o que gosta, você comece a acrescentar no cardápio alimentos que funcionam como matéria-prima para os hormônios responsáveis pelo humor e nível de disposição, como plantas e sementes, especialmente as castanhas. Isso impacta diretamente na forma como você se sente.

  • Equilíbrio

Melissa lembra que para manter a autoestima em alta é importante conseguir equilibrar a carreira, o movimento do corpo e a espiritualidade. Fazer exercícios é uma ótima forma de produzir hormônios que precisamos para melhorar o bem-estar.

Também é importante buscar o equilíbrio em todas as áreas do dia a dia: carreira, relacionamentos, amizades e observar como você alimenta cada uma dessas áreas. Segundo a coach, grande parte da nossa autoestima vem do prazer que nos permitimos sentir em cada aspecto da vida.

Se perdermos esses pequenos prazeres ou dermos atenção a apenas um, as chances de nos sentirmos sem valor aumentam muito. Por isso, cuidado para não centralizar toda a sua energia apenas no relacionamento ou na carreira, por exemplo.

  • Lazer

Nada proporciona maior alegria do que fazer o que se gosta. Por isso, como forma de manter a autoestima em alta, Melissa sugere que você descubra uma paixão só sua, que não depende de ninguém. Isso é valioso. Não precisa ser necessariamente uma profissão, mas também um hobby: um novo curso ou uma aula de dança, por exemplo.

O propósito, de acordo com ela, é sentir que, muito além da autoestima, você também está nutrindo sua essência. E só é possível fazer isso em contato com as atividades das quais você gosta.

Como manter a autoestima?

Para manter sua autoestima elevada, não basta apenas realizar as etapas citadas esporadicamente. Elas precisam se transformar em hábitos diários. Lembre-se de que a forma como você vive sua vida depende exclusivamente de você. O poder de transformação está em suas mãos.

Se você está infeliz no relacionamento ou no trabalho, repense. Talvez seja hora de buscar um novo ofício que permita uma vida mais equilibrada, ou de nutrir o amor de uma forma diferente, ou até de encontrar um novo amor. Independente da sua escolha, o importante é investir sem medo naquilo que faz bem.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]