Bem-Estar > Qualidade de vida

Conheça os benefícios e saiba como fazer uma horta caseira

Por Redação Fortíssima 17/01/2016

Com o crescente interesse das pessoas em consumir alimentos frescos e saudáveis, o cultivo de hortaliças é uma boa opção para quem deseja produzir itens livres de agrotóxico. Quem cultiva uma horta caseira, além de evitar o desperdício, exerce uma atividade terapêutica e economiza dinheiro.

horta caseira-doutissima-iStock getty images

Manter a horta caseira sempre adubada é um dos segredos para alimentos mais saborosos. Foto: iStock, Getty Images

Os benefícios de uma horta caseira

A preocupação com a origem dos alimentos é crescente, especialmente com a tendência de deixar de lados os lanches rápidos e inserir produtos frescos na rotina alimentar. Não há melhor forma do que ter uma horta em casa para incentivar esse processo.

“As crianças podem auxiliar e, assim, adquirir desde novas o hábito saudável de comer hortaliças. É uma questão de qualidade de vida aliada à satisfação de ver uma sementinha germinar até chegar ao ponto de ser consumida por toda família”, pondera o técnico agrícola Adejar Marinho.

Outra proposta é a realização de uma atividade relaxante, que ajuda a aliviar o ritmo acelerado do dia adia. De acordo com a agrônoma Caroline Reyes, os cuidados diários que as hortaliças vão demandar estimulam um maior contato com a natureza e podem contribuir para reduzir o estresse cotidiano.

Mãos na terra: passo a passo da horta caseira

Se engana quem pensa que uma horta caseira é opção apenas para aqueles que contam com um grande pátio e muito tempo disponível. É possível montar a sua até mesmo dentro de um apartamento. Tudo depende de escolher o modelo certo.

Algumas espécies de hortaliças podem ser cultivadas em pequenos espaços. Pode ser em varanda, quintal ou corredor, desde que o lugar seja ensolarado. As plantas precisam de, no mínimo, cinco horas de sol por dia.

Como canteiros, além de vasos e jardineiras, é possível aproveitar materiais recicláveis. Imagine colher tomates no cano de PVC, temperos em pneus velhos ou alface na garrafa PET. Para não errar, confira as dicas da Embrapa para ter uma alimentos sempre frescos:

  • Escolha o local

O espaço deve ser ensolarado e o recipiente para cultivo adequado ao tamanho do vegetal. Vale garrafa, balde ou vaso, mas não se esqueça de fazer furos embaixo e de garantir uma profundidade maior que 10 centímetros, para que as raízes das plantas cresçam sem dificuldade.

  • Prepare bem a terra

Isso é extremamente importante para a planta crescer saudável. Utilize terra de barranco ou terra pronta, vendida em mercados e floriculturas. Também é preciso adubar a terra com calcário, esterco curtido e adubo NPK.

O maior cuidado é com a proporção: para dez litros de solo, 20 gramas de calcário + 3,4 litros de esterco de ave curtido, 40 gramas de NPK ou 40 gramas de termofosfatado.

  • Compre as sementes ou mudas

Molhe bem o solo e plante a semente ou transplante a muda. Comece a sua horta investindo em manjericão, alecrim, salsinha, pimenta, coentro, cebolinha, alface, couve, pimentão e tomate.

  • Irrigue as plantas

A água deve ser oferecida de acordo com a necessidade de cada planta. A dosagem correta é muito importante, porque a falta de água prejudica o transporte de nutrientes do solo para a planta e, por outro lado, o excesso pode causar o apodrecimento de raízes.

  • Mantenha a atenção

Caso apareça alguma lagarta, caracol ou besouro, é só retirar manualmente, lavando bem as mãos depois. Se crescer alguma outra planta no recipiente, é preciso arrancar, para evitar a competição por água e nutrientes.

  • Adube regularmente

As hortaliças exigem uma boa fertilidade do solo. Por isso, recomenda-se que, quinzenalmente, sejam feitas adubações complementares. Basta usar uma medida de copinho de café de esterco de ave curtido.

Pronto! Agora é só esperar a planta crescer, colher as folhas ou os frutos e inserir mais hortaliças na dieta de toda família.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros